Brasil representa América do Sul em organização internacional

O Brasil vai representar a América do Sul na diretoria da organização não governamental Wetlands International (WI), parceira oficial da Convenção de Ramsar, o acordo internacional que define e lista as principais zonas úmidas do mundo(ecossistemas cober

  
  

O Brasil vai representar a América do Sul na diretoria da organização não governamental Wetlands International (WI), parceira oficial da Convenção de Ramsar, o acordo internacional que define e lista as principais zonas úmidas do mundo(ecossistemas cobertos de água, como pântanos e mangues).

A Wetlands International, com sede na Holanda, atua em 120 países na preservação dessas áreas por meio de pesquisas e intercâmbio de informações.

O Brasil é membro da WI desde 1989 e, nessa condição, pode acessar as informações disponibilizadas pela ONG, ter assistência na implementação de programas nacionais e acesso à coordenação de ações multilaterais.

`Participar da diretoria, no entanto, possibilitará ao país estreitar as relações de cooperação e contribuir na definição de estratégias e diretrizes dos programas`, explica Maria Carolina Hazin, da Diretoria de Áreas Protegidas do MMA.

Maria Carolina, ponto focal técnico da Convenção de Ramsar no Brasil, foi convidada para representar a América do Sul na mesa diretora da WI.

As zonas úmidas abrigam uma das maiores diversidades biológicas do planeta e são consideradas um dos ambientes mais produtivos do mundo O Brasil tem oito áreas reconhecidas internacionalmente (Sítios de Ramsar), distribuídas em mais de 6,5 milhões de hectares, onde destacam-se o Pantanal Matogrossense e os Lençóis Maranhenses.

Fonte: MMA

  
  

Publicado por em