Brasil terá primeira feira de certificação florestal da América Latina

Maior produtor de florestas tropicais no mundo, o Brasil quer se tornar também um dos mais importantes fornecedores de produtos florestais certificados nos próximos anos. O interesse crescente pela utilização responsável das florestas vai reunir empre

  
  

Maior produtor de florestas tropicais no mundo, o Brasil quer se tornar também um dos mais importantes fornecedores de produtos florestais certificados nos próximos anos.

O interesse crescente pela utilização responsável das florestas vai reunir empresas, associações e consumidores na Brasil Certificado, primeira feira da América Latina de produtos florestais certificados pelo FSC - Forest Stewardship Council, entre 15 e 17 de abril, em São Paulo.

Mais importante selo internacional do segmento, o certificado do FSC - concedido no País pela organização não-governamental Imaflora - já foi atribuído a 600
florestas em todo o mundo, o equivalente a 40 milhões de hectares em 59 países.

No Brasil, são 35 florestas certificadas pelo FSC. Cada vez mais conscientes das conseqüências danosas do desmatamento e da exploração abusiva das florestas,
empresas como Klabin, Faber Castell, Cikel e Butzke já descobriram os benefícios da certificação do FSC e estarão
presentes na feira, que será realizada no Centro de Eventos São Luís em São Paulo, pelas ONGs Imaflora, Imazon, Amigos da Terra e FSC Brasil.

Arquitetos, designers, distribuidores e empresas que comercializam produtos florestais madeireiros e
não-madeireiros também vão participar do evento, que terá ainda uma programação de oficinas, seminários, rodadas de negócios e uma mostra de design e deve receber visitantes dos Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Japão, Alemanha e América Latina.

Líder da América Latina em certificação florestal, o Brasil deve aumentar em mais de 60% o número de florestas plantadas certificadas até 2005.

De acordo com expectativas do Imaflora, o total passará dos atuais 980 mil para 1,6 milhão de hectares, o equivalente a 25% das plantações brasileiras. A área de florestas naturais certificadas, principalmente na
Amazônia, deve dobrar até o final de 2004.

O país também é o primeiro do ranking em número de certificações de cadeia de custódia (fabricantes, compradores, distribuidores e vendedores de produtos florestais). Empresas como EcoLeo, Tramontina e Tigre comercializam produtos certificados com o selo do FSC.

Fonte: CDN

  
  

Publicado por em