Camada de ozônio tem buraco recorde sobre a Antártida

Um estudo do governo australiano alerta para o risco de um aumento recorde no buraco da camada de ozônio sobre a Antártida neste ano. O cientista à frente da pesquisa da Divisão Australiana da Antártida, Andrew Klekociuk, teria dito que o primeiro sinal d

  
  

Um estudo do governo australiano alerta para o risco de um aumento recorde no buraco da camada de ozônio sobre a Antártida neste ano. O cientista à frente da pesquisa da Divisão Australiana da Antártida, Andrew Klekociuk, teria dito que o primeiro sinal de resfriamento da camada atmosférica na qual o buraco se forma foi detectada seis semanas antes do normal.

Além disso, temperaturas singularmente baixas vêm sendo constatadas em altas altitudes. Isso significa que os processos químicos que levam à destruição do ozônio podem ser acelerados. O ozônio é uma forma de oxigênio que `filtra` os raios ultravioletas prejudiciais à saúde.

Fonte: BBC

  
  

Publicado por em