Cientista defende que Brasil deve ser recompensado pela floresta Amazônica

O coordenador científico do Ipam - Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, Paulo Moutinho, que a floresta Amazônica deve ser vista como um serviço ambiental prestado ao mundo. “Podemos dizer que a Amazônia é o grande ar-condicionado do mund

  
  

O coordenador científico do Ipam - Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, Paulo Moutinho, que a floresta Amazônica deve ser vista como um serviço ambiental prestado ao mundo.

“Podemos dizer que a Amazônia é o grande ar-condicionado do mundo e que o povo brasileiro precisa receber algum recurso ou ser compensado por esse serviço”, argumenta.

Segundo Moutinho, a recompensa dada aos brasileiros deve ocorrer por meio de pagamentos de crédito carbono e pela criação de fundo destinado ao desenvolvimento sustentável de comunidades da Amazônia.

Moutinho disse que em 1990 a área desmatada da floresta era de 1,7 milhão de hectares. Hoje é de 2,3 milhões de hectares, o equivalente ao tamanho da França. Ele defende a criação de políticas públicas para coibir o desmatamento ilegal.

“Hoje conseguiríamos reduzir mais da metade do desmatamento só combatendo as ilegalidades”, afirma.O coordenador do Ipam participou do seminário `Mudanças Climáticas: Desafio e Oportunidades`, realizado na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

Fonte: Agência Brasil


  
  

Publicado por em