Cientistas testam vacina contra o ebola

Cientistas desenvolveram uma vacina de ação rápida contra o vírus Ebola que protege macacos depois de apenas uma dose. Se for comprovado que a vacina também é eficaz em seres humanos, os pesquisadores poderão conter rapidamente surtos de Ebola. O vírus é

  
  

Cientistas desenvolveram uma vacina de ação rápida contra o vírus Ebola que protege macacos depois de apenas uma dose. Se for comprovado que a vacina também é eficaz em seres humanos, os pesquisadores poderão conter rapidamente surtos de Ebola. O vírus é transmitido com facilidade de uma pessoa para outra. Não há tratamento para a doença, que pode ser fatal.

A pesquisa da vacina é resultado de uma colaboração entre equipes de cientistas do Centro de Pesquisa de Vacinas Dale e Betty Bumpers e do Instituto Médico de Pesquisa de Doenças Infecciosas do Exército dos Estados Unidos.

Duas etapas:

Os pesquisadores vinham tentando desenvolver vacinas que funcionem em duas etapas para prevenir várias doenças infecciosas.

A primeira etapa consistiria na administração de uma injeção contendo material genético não- infeccioso do micróbio causador da doença para provocar uma resposta inicial do sistema imunológico.

Várias semanas depois, seria administrada uma segunda injeção contendo uma versão atenuada do vírus, formulada para estimular a resposta imunológica inicial.

Mas os cientistas perceberam que Ebola é uma doença tão virulenta que é importante agir rápido para combatê-la com eficácia, então eles preferiram investir em uma única etapa. Oito macacos receberam uma versão da segunda injeção e depois foram expostos ao vírus Ebola.

Os pesquisadores descobriram que uma única injeção protegeu concretamente todos os macacos , até mesmo os que receberam uma alta concentração de vírus.

Desde sua descoberta em 1976, o Ebola matou centenas de pessoas na África Central, provocando febres e violentas hemorragias. A pesquisa foi publicada na revista científica Nature.

Fonte: Radiobras

  
  

Publicado por em