Civilização Maia teve sua decadência devido um longo período de estiagem, afirmam pesquisadores

Estudos com sendimentos do fundo mar, de pesquisadores norte-americanos e suícos, mostraram que um longo período de estiagem, incluindo quatro secas severas, caracterizou o momento de decadência dos Maias, nos séculos 9 e 10 d.C. A civilização localiz

  
  

Estudos com sendimentos do fundo mar, de pesquisadores norte-americanos e suícos, mostraram que um longo período de estiagem, incluindo quatro secas severas, caracterizou o momento de decadência dos Maias, nos séculos 9 e 10 d.C.

A civilização localizava-se na região compreendida, hoje, pelo México, Guatemala e Belize, e estavam no auge de seu desenvolvimento cultural quando ocorreram as secas.O fenômeno climático provocou o abandono das grandes cidades maias, como Tikal que, na época, chegou a ter 60 mil habitantes.

Os achados arqueológicos, frutos de estudo publicado hoje na revista Science, revelam que a água era de suma importância para os Maias, já que as cidades tinham sistema de coleta de água da chuva e de reservatórios.

Outras explicações para o fim da civilização histórica, de acordo com pesquisadores, são a exploração excessiva de um ecossistema frágil, revoltas internas e constante estado de guerra externa.Na pesquisa realizada sob a coordenação de Gerald Haug, do Instituto Federal Suíço de Tecnologia, foram estudados os sedimentos da bacia de Cariaco, no litroal da Venezuela.

A bacia é um leito oceânico com pouco oxigênio e, portanto, pouco influenciada por seres vivos. Para montar o quadro da mudança climática antiga, foram usadas a variação da quantidade do elemento químico titânio nas faixas de sedimentos mais escuros, de origem terrestre, presentes na bacia, e também de sedimentos mais claros, de origem marinha.

Essas faixas se alternam na bacia de Cariaco, criando um registro de intensidade das estações seca e chuvosa, por milhares de anos.O estudo do titânio mostrou haver uma tendência a um clima mais seco durante o período conhecido como era clássica tardia da civilização maia, de 600 a 800 d.C., e também indicou que ocorreram secas intensas nos anos de 760, 810, 860 e 910 d.C.

Foi de 750 a 950 d.C que diminuiu consideravelmente a concentração demográfica da população maia, que caiu de 200 para 100 habitantes por quilômetro quadrado. Era como se os Maias vivessem num deserto sazonal.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em

Kamila

Kamila

30/03/2009 14:32:13
Olha, eu gostei muito vocês estão de parabens

Thainara Luane

Thainara Luane

31/08/2008 23:56:48
Era +ou- isso q eu queria maas ja foi possivel saberq os maias estavam aqui (na quele lugar)