Conferência definirá a política ambiental de Salvador-BA

A I Conferência Municipal do Meio Ambiente será realizada de 28 a 30 de outubro, no Campus da UFBa, em Ondina, promovida pela Prefeitura Municipal de Salvador, através da Superintendência do Meio Ambiente (SMA). A iniciativa tem a parceria dos diverso

  
  

A I Conferência Municipal do Meio Ambiente será realizada de 28 a 30 de outubro, no Campus da UFBa, em Ondina, promovida pela Prefeitura Municipal de Salvador, através da Superintendência do Meio Ambiente (SMA).

A iniciativa tem a parceria dos diversos segmentos da sociedade civil, com participação de representantes dos governos estadual e federal.

“Política Ambiental Participativa” é o tema do encontro, onde serão estabelecidas as diretrizes para uma política de gestão ambiental do município Salvador, considerando seus diferentes ecossistemas urbanos numa perspectiva de desenvolvimento sustentável do turismo.

A definição das diretrizes levará em consideração os princípios estabelecidos na Agenda 21 nacional, tendo como base referencial as bacias hidrográficas locais, objetivando o norteamento de subsídios para a implementação da política ambiental da cidade.

A visão do superintendente da SMA, Juliano Matos, é de que a conferência inaugura uma “nova prática de participação da sociedade no processo de construção da política ambiental no município”.

Tem a expectativa que a conferência mobilize e amplie a participação popular na proposição de políticas ambientais, contrapondo variáveis econômicas, sociais e culturais.

“É a oportunidade de identificar problemas do município, apontando soluções ambientalmente sustentáveis para superá-los”, definiu Matos.

Para estimular a participação da sociedade civil, a SMA vem se reunindo com representantes da sociedade civil, instituições governamentais, secretarias municipais, órgãos estaduais e federais, para consolidar as discussões sobre o planejamento da conferência.

Durante as reuniões preparatórias foram criadas três comissões de planejamento do evento, nas áreas infra-estrutura, captação de recursos e mobilização.

Os grupos de trabalho foram compostos por diferentes setores, entre representantes da própria SMA, Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Vereadores e Comissão de Meio Ambiente da OAB, entre outros.

Fonte: AssCom da Prefeitura Municipal de Salvador

  
  

Publicado por em

Jean Cerqueira Lima

Jean Cerqueira Lima

14/10/2008 14:31:31
essas ações são muito importantes para uma maior ação do poder público e sociedade para uma mudança imediato desta caotica siutação que estamos presenciando, o meio ambiente esta sento afetado de todas as formas sem respeito algum, espero que desta iniciativa venha propostas e ações breves.

Jean Cerqueira Lima

Jean Cerqueira Lima

20/09/2008 20:09:37
Estas ações são muito importante para que possamos mudar esta realidade em Salvador, temos que amadureçer ideias e coloca-las em pratica pelos poderes públicos que até hoje só fecharam os olhos para esta realidade.