Conservação da biodiversidade deve receber investimentos

Dos dias 6 a 10 de abril, uma comitiva com representantes do Programa de Cooperação Itália-Brasil visita a Reserva Extrativista Cazumbá- Iracema, no Acre, para identificar comunidades e parceiros dispostos a desenvolver ações de conservação e uso sustentá

  
  

Dos dias 6 a 10 de abril, uma comitiva com representantes do Programa de Cooperação Itália-Brasil visita a Reserva Extrativista Cazumbá- Iracema, no Acre, para identificar comunidades e parceiros dispostos a desenvolver ações de conservação e uso sustentável da biodiversidade na região.

O programa visa facilitar o acesso dos países em desenvolvimento ao uso sustentável das tecnologias e de outros instrumentos para a conservação e valorização dos recursos genéticos de espécies de interesse econômico.

Planos de pesquisa aplicada com o objetivo de contribuir para a solução dos problemas de segurança alimentar também fazem parte das estratégias do programa.

A comitiva será conduzida pelos técnicos do Centro Nacional de Desenvolvimento Sustentável das Populações Tradicionais (CNPT) do Ibama, representante do Ministério do Meio Ambiente (MMA) na execução de ações relacionadas às reservas extrativistas.

As ações previstas pelo programa incluem a realização de projetos de manejo comunitário em áreas de floresta tropical para fins de utilização sustentável de produtos florestais nativos.

Estudos e pesquisas em relação a matrizes da fauna e da flora com potencial valor comercial alimentício, fitoterápico e ornamental estão entre os aspectos que podem ser atendidos no âmbito da cooperação.

Em outra linha de atuação, em parceria com a Embrapa, o programa também pretende instalar ou apoiar programas de melhoramento genético para culturas escolhidas para a conservação dinâmica dos recursos fitogenéticos agrícolas.

O objetivo é incrementar a produtividade e preservar as qualidades de interesse local e a capacidade de adaptação. Para isso, o programa poderá financiar o aperfeiçoamento de instrumentos de análise de diversidade genética, incluindo marcadores bioquímicos e moleculares e os sistemas de informação geográfica para o mapeamento e a gestão da biodiversidade.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em