Notícias > Ambiente > Consumo consciente > 

Entidades apostam nas crianças para formar consumidores conscientes

Diversas entidades da sociedade civil aproveitaram esta Semana do Consumidor para lançar manuais de orientação para jovens e crianças. A idéia é formar consumidores mais conscientes desde novos. A Pro-Teste dis

20 de Março de 2007.
Publicado por mnaomik  

Diversas entidades da sociedade civil aproveitaram esta Semana do Consumidor para lançar manuais de orientação para jovens e crianças. A idéia é formar consumidores mais conscientes desde novos.

A Pro-Teste disponibilizou em seu site (www.proteste.org.br) o programa Proteste Jovem, que tem a finalidade de conscientizar os jovens para a importância das relações de consumo, do meio ambiente e da cidadania. De acordo com a coordenadora institucional da Pro Teste, Maria Inez Dolcci, o programa trata especialmente da questão da publicidade e da conscientização dos jovens. “Tentamos mostrar aos jovens que eles têm que consumir com consciência e sabendo que têm poder de escolha”, explica.

No espaço criado pela Pro-Teste, uma bruxinha ensina às crianças noções de consumo sustentável, publicidade e segurança de produtos e alimentos. No site, as regras que orientam o comportamento de consumidores e produtores são demonstradas com situações do dia-a-dia.

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) lançou uma cartilha, intitulada “Essa turma ninguém passa pra trás”. O objetivo é ensinar as crianças brasileiras a consumir de forma responsável e segura. Ilustrado e com linguagem acessível, o manual foi produzido pelo Idec em parceria com a ONG Criança Segura, Fundação Abrinq e com o apoio da Imprensa Oficial do Estado e da Fundação Avina. A cartilha está no portal do Idec (www.idec.org.br).

Para o advogado do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor Luiz Fernando Moncau, é importante educar os consumidores desde jovens. “O consumidor tem que saber de seus direitos e precisa ser educado. E isso deve ser passado a eles quando ainda são jovens”, afirma ele.

(Fonte: Sabrina Craide / Agência Brasil)

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários


 

Veja também

Merscosul discute protocolo sobre produção e consumo sustentáveisPará implanta programa para garantir a qualidade do açaí para o consumidor

 

editar    editar    editar    229 visitas    0 comentários