Viaje quase de graça com Milhas Aéreas

Notícias > Ambiente > Consumo consciente > 

Infraero economiza energia elétrica nos aeroportos do Galeão e Santos Dumont

A economia será possível em razão de novos contratos assinados com a concessionária de energia. A iniciativa está alinhada com as metas empresariais da Infraero e com os objetivos da Conferência Rio+20, que será promovida pela ONU

16 de Fevereiro de 2012.
Publicado por Equipe EcoViagem  

Aeroporto Santos Dumont

Aeroporto Santos Dumont
Foto: Divulgação

A Infraero pretende economizar R$ 945 mil anualmente em energia elétrica no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão - Antonio Carlos Jobim e no Aeroporto Santos Dumont (RJ). A economia será possível em razão de novos contratos assinados com a concessionária de energia, em outubro do ano passado, o que já garantiu uma economia de R$ 232 mil em 2011. A renegociação permitiu a contratação de uma demanda de energia mais adequada ao consumo desses aeroportos. Além disso, houve redução no gasto de energia com a adoção de uma política de uso mais racional desse bem.

A iniciativa está alinhada com as metas empresariais da Infraero e com os objetivos da Conferência Rio+20, que será promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU) em junho no Rio. “As recontratações serão feitas de forma planejada e periódica em uma ação conjunta que envolve a Coordenação de Meio Ambiente e as gerências de Manutenção dos aeroportos”, explicou o coordenador de Meio Ambiente da Regional Rio de Janeiro, Fued Abrão. O objetivo, segundo ele, é garantir o uso eficiente e racional de energia nos aeroportos do Rio.

No Galeão, o consumo de energia por passageiro no último ano ficou em 7,58, kWh e no Santos Dumont, 0,16 kWh. Os dois aeroportos cariocas representam mais de 90% do consumo de energia de toda a Regional Infraero do Rio de Janeiro, composta ainda pelos aeroportos de Jacarepaguá, Macaé e Campos.

No Santos Dumont, em 2011, o consumo de energia caiu 4,45% no horário de ponta e 3,48% fora do horário de ponta. Só em dezembro, a redução foi de 11,32% no horário de maior consumo de energia. Já no Galeão, as ações que compõe o programa de energia permitiram a redução do consumo já no fim de 2011. Com isso, no acumulado do ano, o consumo de energia caiu 0,78% no horário de maior consumo, de 17h30 a 20h30. A maior variação ocorreu no mês de dezembro, quando o aeroporto consumiu 3,95% menos energia do que no mesmo mês de 2010.

Fonte: Infraero

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários


 

Veja também

Búzios pode ser a primeira cidade da América Latina em consumo consciente de energiaEconomia nos ministérios do Turismo e Minas e Energia

 

editar    editar    editar    0 visitas    0 comentários