Viaje quase de graça com Milhas Aéreas

Notícias > Ambiente > Consumo consciente > 

Ranking do ambientalismo corporativo identifica os setores-chave em sustentabilidade no Brasil

A Market Analysis, empresa de pesquisa de mercado e opinião publica, apresenta parte do Monitor de Reputação Empresarial 2007, que revela como os consumidores brasileiros percebem a participação das companhias nas quest&

31 de Agosto de 2007.
Publicado por Lyanne Rehder  

A Market Analysis, empresa de pesquisa de mercado e opinião publica, apresenta parte do Monitor de Reputação Empresarial 2007, que revela como os consumidores brasileiros percebem a participação das companhias nas questões de meio ambiente e responsabilidade social.

De acordo com o estudo, empresas do setor químico, centrais nucleares e produtoras de carvão ocupam as três primeiras posições do ranking como prejudiciais ao meio ambiente, registrando 78%, 77% e 74%, respectivamente. Continuando a lista, as petroleiras representam 69% e as mineradoras 67%, com quarta e quinta indicação. O resultado aponta que aproximadamente oito em cada dez brasileiros enxergam as empresas atuantes nesses setores como responsáveis por danos ao ecossistema.

Ainda nas posições de risco estão montadoras de automóveis (61%), empresas de alumínio (53%) e fornecedoras de gás natural (47%), também consideradas peças-chave na degradação do planeta. Na opinião dos brasileiros, o mercado de informática/TI (31%) e financeiro (19%) ocupam os dois últimos postos.

Para Fabián Echegaray, diretor da Market Analysis, em um contexto de alta visibilidade e sensibilidade sobre a questão ambiental e as mudanças climáticas, os consumidores estão amadurecendo as opiniões sobre o assunto. "Percebe-se que a população está se preocupando em beneficiar, ou não, com seu poder de compra empresas ambientalmente responsáveis, assim como também tolerar - quando não apoiar abertamente -, uma maior intervenção do governo na esfera privada. O objetivo é minimizar prejuízos ambientais, além disso, o fato de uma empresa ou setor ser visto como passivo ambiental ou ter culpa pelo aquecimento global, representa um claro fator de risco", explica Echegaray.

Realizado anualmente desde 2003 pela Market Analysis, o estudo Monitor de Reputação Empresarial tem como principal objetivo de identificar a opinião dos brasileiros sobre a imagem e reputação das companhias e do mundo corporativo. A versão 2007 será lançada oficialmente no fim de agosto e terá cerca de 70 páginas. As empresas interessadas em conhecer mais sobre a pesquisa e também as marcas que foram indicadas pelos consumidores devem entrar em contado pelo e-mail info@marketanalaysis.com.br.

Para visualizar o ranking completo dos setores, acesse:
http://www.s2.com.br/s2arquivos/477/multimidia/207Multi.ppt

Ficha técnica

A pesquisa faz parte do Monitor de Reputação Empresarial 2007, Market Analysis. Foram realizadas 802 entrevistas no domicílio do entrevistado, com adultos (18-69 anos) residentes das oito principais capitais: São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Porto Alegre, Curitiba e Brasília. Estudo conduzido em maio e junho de 2007.

Perfil Market Analysis

A Market Analysis, instituto de pesquisa de mercado e opinião pública, já coordenou mais de 600 projetos em 20 estados brasileiros, além de cinco países da América Latina, entre os quais estão estudos regulares para clientes como BBC World News, Merck, Nestlé, Philips, Roche e Unilever. O foco do trabalho está nos setores de saúde, telecomunicações, novas tecnologias de comunicação/informação, opinião pública e comportamento social, bens de consumo geral, estudo de custo-benefício entre preços e atributos, financeiros, identificação de prospects, introdução de novos produtos e conceitos no mercado e turismo e entretenimento. A Market Analysis realiza estudos contínuos sobre Reputação Empresarial e Responsabilidade Social. Afiliada da Abep (Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa) e da Esomar (Associação Mundial das Empresas de Pesquisa de Mercado), a empresa conta com uma equipe multidisciplinar formada por sociólogos, cientistas políticos, publicitários e estatísticos, que utilizam os mais modernos métodos de pesquisa: quantitativas e qualitativas, desk research, mystery shopping e estudos de inteligência competitiva, análise de dados e datamining. Fundada em 1997, a Market Analysis Brasil tem sua matriz em Florianópolis (SC) e a sede operacional em São Paulo (SP).

Para mais informações, acesse: http://www.s2.com.br ou http://www.marketanalysis.com.br.

Market Analysis

Fonte: Carbono Brasil

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários


 

Veja também

Câmara de Curitiba mantêm veto ao PL que obrigava o uso de sacolas oxi-degradáveisSustentabilidade é compromisso do Banco do Brasil

 

editar    editar    editar    290 visitas    0 comentários