Automobilismo brasileiro dá o primeiro passo rumo ao campeonato sustentável

A etapa paranaense deu início a uma série de ações que vão tornar o campeonato sustentável.

  
  

Ricardo Maurício foi o campeão da nona etapa da Stock Car, disputada neste domingo, 25, em Curitiba (PR). A vitória colocou o piloto na briga pelo título, com apenas oito pontos de diferença para o terceiro colocado, Cacá Bueno.

A etapa paranaense deu início a uma série de ações que vão tornar o campeonato sustentável. Na última semana, em entrevista coletiva, os organizadores do evento anunciaram que a partir de 2010 os carros passarão a utilizar etanol como combustível oficial.

Na capital paranaense a prova foi batizada de “Corrida Verde”, com diversas atividades de cunho ambiental. Uma empresa foi contratada para fazer o levantamento das emissões geradas em todo o processo. Segundo o Gerente de Projetos da empresa, José Guilherme, foram plantadas 560 árvores de espécies nativas para recomposição da mata ciliar no entorno do Rio Barigui.

Ele explicou que foram considerados o consumo de energia elétrica durante os treinos e a corrida, em hospedagem tanto das equipes e da equipe de produção, consumo de combustíveis fósseis para transporte terrestre de material e equipe de produção, deslocamento da equipe de produção na região de Curitiba, transporte aéreo da equipe e consumo de combustível dos carros tanto nos treinos quanto na competição. “A produção de resíduos orgânicos também foi contabilizado”, disse. As emissões somaram 112,03 toneladas de carbono equivalente, de acordo com ele.

Para minimizar o impacto ambiental dos resíduos gerados durante os dias do evento foi firmada uma parceria com uma empresa de gestão ambiental e cooperativas locais.

A próxima etapa da Stock Car acontece no dia 8 de novembro no anel externo do Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília.

Fonte: Ambiente Brasil

  
  

Publicado por em