Empregos verdes no Brasil já somam 16,4 milhões

Existem no Brasil 16,4 milhões de empregos potencialmente verdes – definidos como aqueles cujas atividades laborais já contribuam ou possam vir a contribuir para a redução dos impactos ambientais da atividade econômica

  
  
Empregos verdes em potencial compõem mais de 69% da mão de obra de 20 setores de atividade econômica

O Ipea vai consolidar uma pesquisa de empregos verdes detalhando a definição e categorias nas quais se enquadram estes empregos. Esta é a conclusão do Radar 23 publicado pelo instituto esta semana. Uma das conclusões os 16,4 milhões de empregos potencialmente verdes no Brasil – definidos como aqueles cujas atividades laborais já contribuam ou possam vir a contribuir para a redução dos impactos ambientais da atividade econômica - à medida que a economia se voltam para produção menos impactante e que as empresas focam em redução de consumo de recursos, principalmente energia e água.

No entanto, segundo o estudo os 16,4 milhões representam quase 9% da força total de mão e obra brasileira de 186 milhões (dados de 2010). O estudo trabalha com uma estimativa recente da ONU que no Brasil 6,6% da força de trabalho é verde.

Empregos verdes em potencial compõem mais de 69% da mão de obra de 20 setores de atividade econômica, dando destaque para a pecuária, lavouras temporárias e lavouras permanente que foram estimadas gerar 432 mil, 398 mil e 302 mil empregos verdes respectivamente.

já no potencial de gerar empregos verdes pela redução de energia e água, destacam-se o setor químico orgânico e metalurgia no primeiro caso e a fabricação de óleos e gorduras e farmoquímicos no segundo.

O estudo cita também um levantamento feito pela Abraps (Associação Brasileira de Profissionais de Sustentabilidade) que revela que não menos de 26% das empresas pretendem aumentar o quadro de profissionais de sustentabilidade em 2012, o que deve continuar nos próximos anos.

Fonte: Revista sustentabilidade

  
  

Publicado por em