Nascente do Tietê é exemplo de preservação de manancial

Local, que já foi área devastada, está recuperado e difunde educação ambiental

  
  
Local onde hoje está a nascente do rio Tietê já foi local de pastagem

A floresta onde fica a nascente do rio Tietê, em Salesópolis, é verde, com ar puro e águas cristalinas. Nem parece que até um tempo atrás era uma área devastada por atividades como corte de madeira e pastagem de gado. “Muitos visitantes chegam curiosos para saber onde nasce o famoso rio Tietê e se impressionam com o entorno”, diz Gastão Gonçalves, administrador do parque. Segundo ele, o local recebe mais de dois mil visitantes por mês.

A nascente foi descoberta em 1954, mas o parque só foi criado mais de 30 anos depois. Em 1993, passou a ser administrado pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) e, em 1996, inaugurado ao público pelo então governador Mário Covas.

O espaço, com 1,34 milhão de metros quadrados e em área coberta por Mata Atlântica, é uma boa oportunidade para aqueles que desejam conhecer um pouco mais da história da nascente e participar de visitas monitoradas e atividades ambientais, como trilhas e observação de animais. Há ainda um museu iconográfico, que dentre outras atrações abriga a Sala das Águas, com vidros parecidos com tubos de ensaio pelos quais é possível analisar e observar a qualidade das águas.

Serviço
Parque Nascentes do Tietê
Estrada do Pico Agudo, altura do km 6, Bairro Pedra Rajada – Salesópolis (a 96 km da Capital).
Aberto de segunda a domingo, das 8h às 17h
Entrada: R$ 3,00

Fonte: Governo de São Paulo

  
  

Publicado por em