TRE e UNICEF assinam o Acordo de Cooperação para realização da Agenda Criança Amazônia

A parceria entre as instituições contribuirá para a promoção, proteção e garantia de direitos de muitas crianças e adolescentes.

  
  

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), assinam hoje (20), em Belém, o Acordo de Cooperação para realização da Agenda Criança Amazônia. Será durante o I Encontro TRE e UNICEF: "Juntos por um futuro de direitos e cidadania". Estarão presentes os prefeitos do Pará e demais autoridades do estado. Durante o evento será realizado o pré-lançamento da Agenda Criança Amazônia – Selo UNICEF Município Aprovado.

Para o presidente do TRE, João José da Silva Maroja, o acordo entre as instituições "irá estimular a cidadania com democracia para consciência política. É um marco para a história da Justiça Eleitoral". O Coordenador do UNICEF no Pará falou que a parceria entre as instituições contribuirá para a promoção, proteção e garantia de direitos de muitas crianças e adolescentes.

"Eu parabenizo esta união e principalmente, o presidente desta casa, o desembargador João Maroja, pela iniciativa de aderir ao nosso projeto da Agenda Criança Amazônia. Iniciativa esta que, com certeza, irá contribuir para a implantação da conscientização política em muitos jovens paraenses.

A assinatura do Acordo é parte das novas estratégias do UNICEF para a Amazônia Legal brasileira e do TRE para o estado do Pará. O UNICEF começou, em 2007, um novo programa de país, assinado com o governo brasileiro, focando sua ação em três áreas geográficas onde as crianças e adolescentes estão especialmente vulneráveis e excluídas. O processo foi iniciado pelo semi-árido brasileiro, e agora chega à Amazônia Legal e nas comunidades populares dos grandes centros urbanos.

Desde fevereiro passado, o TRE-PA vem se destacando na realização de propostas de programas e projetos que tenham uma dimensão mais ampla, de compromisso social e político com o desenvolvimento do Estado. Por isso, a parceria entre o TRE e o UNICEF vai garantir a realização do Programa Eleitor do Futuro, que será um dos eixos de participação social a ser desenvolvido pelos municípios que aderirem à Agenda.

O Programa Eleitor do Futuro vai incentivar a formação política de crianças, adolescentes e jovens. O objetivo é fazer com que estes desenvolvam um olhar mais crítico, buscando soluções para os problemas de sua própria comunidade e, sobretudo, sabendo como realizar de modo efetivo o controle social, qualificando demandas por políticas públicas direcionadas às suas necessidades.

A Agenda Criança Amazônia – Selo UNICEF Município Aprovado, a ser lançada em agosto deste ano, está centrada em três patamares estratégicos:

1. Compreender de maneira ampla e detalhada a realidade das crianças e adolescentes da região, realizando a Análise de Situação da Criança e do Adolescente na Amazônia Legal Brasileira;

2. Construir uma agenda pública onde a criança e o adolescente sejam prioridade absoluta na Amazônia Legal Brasileira, por meio de intensa articulação política entre os governos federal, estaduais e municipais e sociedade civil organizada;

3. Realizar o Selo UNICEF – Município Aprovado que é um reconhecimento internacional concedido aos municípios que alcançam resultados significativos para a vida de crianças e adolescentes.

Fonte : Del Valle Editoria / Ida Pietricovky / Assessoria Oficial de Comunicação do UNICEF

www.revistaecotour.com.br

  
  

Publicado por em

LILIAN DANTAS DA COSTA

LILIAN DANTAS DA COSTA

26/03/2009 08:33:36
Queria contatos para inscrever o meu municipio neste programa Agenda Criança Amazonia?

LILIAN DANTAS DA COSTA

LILIAN DANTAS DA COSTA

25/03/2009 09:47:30
GOSTARIA DE SABER COMO O MUNICIPIO SE INSCREVE NESTE PROJETO AGENDA CRIANÇA DA AMAZONIA? EU MORO EM CAMETÁ MUNICIPIO DO ESTADO DO PARÁ.

Alexandro Oliveira

Alexandro Oliveira

21/03/2009 21:49:39
É uma iniciativa inovadora, o TRE do estado do para esta de parabéns, abrindo um leque para que assim novos sistemas que compoem o poder possam ver alem, e desta forma melhorar o Brasil. E que seja levado a serio, não seja mais um entretantos que se tornam simples estatisticas.