Governo do Ceará e UFC criarão centro de educação ambiental

Na manhã desta segunda-feira (30), Cid Gomes conheceu a Fazenda Raposo, onde será a sede do centro.

  
  

O governador Cid Gomes, visitou na manhã desta segunda-feira (30/03) as instalações da Fazenda Raposa da Universidade Federal do Ceará, em Maracanaú. Com 160 hectares, a fazenda abriga 17 dos 24 tipos de palmeiras existentes no mundo, possuindo o maior número de espécies do gênero “copernicia” e o maior acervo da América Latina. O objetivo da visita foi conhecer o terreno em que a Universidade Federal do Ceará (UFC), em parceria com o Governo do Estado, construirá um centro de estudos com cursos de Educação Ambiental. “Aqui serão realizadas pesquisas e experimentos com as espécies encontradas no local”, disse o governador.

O projeto prevê espaços de uso comunitário, idealizados pelo paisagista Roberto Burle Marx. Entre eles, estão praças, quiosques, caminhos para pedestres, uma área botânica medicinal e um centro de hortícola para a produção de mudas e sementes.

Segundo o secretário René Barreira, da Ciência e Tecnologia (Secitece), órgão responsável pelo projeto paisagístico da Fazenda Raposa, entidades como a Fiec já tem interesse em destinar recursos para o local. “O intuito é desenvolver estudos sobre a fauna para as indústrias cearenses”, confirmou René.

A Fazenda Raposa

O projeto Fazenda Raposa tem suas origens no ano de 1937, com a chegada da multinacional S.C. Johnson e Son Inc ao local. A empresa norte-americana cultivou um centro de pesquisa com palmeiras até junho de 1969.

Em 1970, o terreno onde se localizava o centro de pesquisa foi doado à Escola de Agronomia da Universidade Federal do Ceará, por meio de um convênio entre o Governo do Estado e a UFC.

Fonte: Governo do Ceará

  
  

Publicado por em