Projeto “Educação Ambiental: Um Desafio” atinge mais de 20 mil estudantes

Um projeto desenvolvido pela Pfizer está levando mensagens de preservação ambiental a mais 20 mil jovens de Guarulhos, cidade onde está localizada a principal fábrica da empresa no Brasil. Os estudantes de 43 escolas de nível intermediário foram o púb

  
  

Um projeto desenvolvido pela Pfizer está levando mensagens de preservação ambiental a mais 20 mil jovens de Guarulhos, cidade onde está localizada a principal fábrica da empresa no Brasil.

Os estudantes de 43 escolas de nível intermediário foram o público-alvo da 3ª edição do Prêmio Pfizer de Educação Ambiental, batizada de “Educação Ambiental: Um Desafio”.

Iniciado em junho,na semana do Meio Ambiente, o prêmio envolveu capacitação em temas ambientais de dois professores por escola, o que incluiu passeios ecológicos também com a participação de alunos, e a realização de um torneio Esportivo Ambiental.

A fase final do Prêmio foi um concurso de músicas de temática ambiental, criadas e apresentadas pelos próprios alunos. O júri escolheu entre 10 finalistas a melhor música.

Preservação da cidade:

Toda a comunidade de Guarulhos saiu ganhando com a instituição do Prêmio Pfizer de Educação Ambiental, em 2001. A iniciativa já deu resultados, além dos esperados.

“Percebemos a mudança de comportamento dos alunos, novas atitudes de mais respeito pelo meio ambiente, pela escola, pelo próximo”, relata Marlene Silveira, também assistente técnico-pedagógico da Diretoria Regional de Ensino Guarulhos/Sul e uma das principais coordenadoras da implantação do projeto.

No primeiro ano, a proposta esteve voltada para cerca de 14 mil alunos de 1a a 4a séries do ensino fundamental, de 12 escolas da região. Foi escolhido o melhor slogan ou desenho sobre o tema “Água como fonte de vida, lixo como fonte de renda”.

Em 2002 foi a vez de se eleger o melhor objeto confeccionado com material reciclado e criatividade de alunos de 5ª a 8ª séries do ensino fundamental. Foram atingidos cerca de 25 mil estudantes de 30 escolas.

Os vencedores:

Neste ano, os cinco componentes do conjunto Friends Dark, da Escola Maria Dirce III, autores e intérpretes da música “O Meio Ambiente é Tudo”, foram para casa pedalando suas bicicletas18 marchas que ganharam com a conquista do 1º lugar. A vitória também funcionou como teste para admissão dos integrantes do grupo no Conservatório Musical Municipal de Guarulhos.

O segundo lugar foi para o conjunto Shamá, da escola Ennio Chiesa, premiado com aparelhos de disk man pela música “Natureza”. As 15 músicas semifinalistas, escolhidas dentre 33 canções inscritas pelas escolas da região, integrarão um CD, gravado por iniciativa da Pfizer e de sua parceira no projeto, a Diretoria de Ensino Regional Sul-Guarulhos, da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo.

O título da música vencedora traduziu a mensagem divulgada pelo projeto. “Durante todas as etapas, quisemos difundir a idéia de que cuidar do meio ambiente não é se preocupar com o Pantanal ou a Floresta Amazônia, mas sim arrumar a própria casa, preservar o entorno de cada indivíduo, de uma comunidade”, conta Francinilo Modesto, assistente técnico-pedagógico da Diretoria Regional de Ensino Guarulhos/Sul.

Ele cita exemplos de escolas antes depredadas e hoje pintadas pelos próprios alunos ou iniciativas de cultivo de hortas nas escolas.

“Escola Viva”

Stella Mello, gerente de Meio Ambiente, Saúde e Segurança da Pfizer, comemora os resultados observados pelos assistentes da Secretaria.

“Quisemos trabalhar com nossa vizinhança, por meio de uma ação que pretende incentivar outras iniciativas benéficas, como coleta seletiva de lixo e manutenção da limpeza no ambiente escolar”, relata ela.

“Nossa intenção é que as escolas atingidas desenvolvam um processo de educação ambiental a partir de um conceito completo, traduzido pelo slogan de ‘escola viva’, incentivando a melhor qualidade de vida no ambiente escolar”,completa.

“A Pfizer se orgulha de oferecer esse tipo de projeto para sua própria comunidade, seus vizinhos. Tudo foi pensado a partir do princípio, no qual acreditamos, de que os projetos educacionais são algumas das mais poderosas armas para a preservação ambiental”, declarou Jaime Plazas, diretor de Manufaturas da Pfizer Brasil.

“Se praticarmos as mensagens deixadas por estes jovens, certamente vamos ouvir muitas outras belas músicas, especialmente as cantadas pela própria natureza”, completou.

Projetos de educação ambiental compõem o arsenal de estratégias didáticas de uma escola moderna, na opinião da técnica da Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas da Secretaria Estadual de Educação, Marlene Gardel.

“A escola atualizada, participativa é aquela que inclui a educação ambiental entre as suas preocupações pedagógicas. Ela oferece aos alunos a possibilidade de contato com novos valores para sua conscientização, sensibilização e entendimento do seu papel na vida urbana, sem se esquecer de acenar com um novo olhar, propostas de soluções para os problemas”, resumiu. Para ela, a parceria com a Pfizer é o grande diferencial que pode render perenidade ao projeto.

Fonte:Companhia de Notícias

  
  

Publicado por em

Marco

Marco

18/08/2011 21:11:58
O que e lixo subterrânio?