Empresas que reduzirem emissão de gases poluentes poderão obter crédito

As empresas brasileiras que implantarem projetos de produção limpa e comprovarem a redução de emissões de gases poluentes na atmosfera poderão participar do mercado internacional de créditos de carbono, obtendo retorno do investimento efetuado com recurso

  
  

As empresas brasileiras que implantarem projetos de produção limpa e comprovarem a redução de emissões de gases poluentes na atmosfera poderão participar do mercado internacional de créditos de carbono, obtendo retorno do investimento efetuado com recursos adicionais estimados hoje entre U$ 5 a U$ 10 por tonelada de carbono.

A informação foi dada à Agência Brasil, no Rio, por Christinne Maroun, gerente da empresa de consultoria norte-americana ICF, que realizou no dia 24/6, no Hotel Pestana, nesta capital, seminário para ensinar aos empresários brasileiros a negociarem seus créditos de diminuição dos gases causadores do efeito estufa junto a empresas européias.

O evento foi realizado em parceria com o IBP - Instituto Brasileiro do Petróleo e Gás. Christinne Maroun afirmou que o Brasil ainda é inexperiente nessa área.

Indicou que poderão se beneficiar desses créditos de carbono, em especial, as empresas siderúrgicas, de petróleo e de energia em geral, ou todas as companhias que implantem mecanismos de desenvolvimento limpo, produzindo energia dentro de seu processo industrial e troca de combustível fóssil por energia renovável.

Para isso, as empresas devem realizar inventários das emissões de gás carbônico e gás metano antes e depois da implantação dos projetos de redução de emissões, prevendo o custo do tempo-vida do projeto e análise financeira que dará o valor dos créditos que pode obter no mercado mundial.

O terceiro passo é a certificação internacional desses créditos para negociação nas Bolsas de Paris e Chicago, disse Maroun.

Além das vantagens para o meio ambiente, a qualidade de vida da população e a geração de energia para consumo próprio, os projetos de redução de gases poluentes, comprovados tecnicamente, representam recursos adicionais para as empresas.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em

Karla pereira(estudante de administração)

Karla pereira(estudante de administração)

29/09/2008 16:08:48
Bom, o que eu sei é que a questão do meio ambiente é uma questão de sobrevivência do ser humano no planeta, e das empresas no mercado. As empresas antes de entrar no mercado, elas tem que entrar sabendo que existe um contrato entre sociedade e empresa, onde esse contrato diz respeito a atualção das empresas em prol de um objetivo legítimo, que seria: A preocupação pelo meio ambiente, qualidades de produtos, proteção ao consumidor, controle de poluição, qualidade de vida e etc. ou seja, está é o tipo de empresa sociopolítica, que não se preocupa só com seus lucros, mais também com os interesses da sociedade, a empresa agindo assim, terá uma ótima visão perante a sociedadede.