Casa Sustentável será exposta na Ecofair, evento ambiental que ocorre em Sorocaba

Construção sustentável leva em conta os aspectos econômico e sócio-ambiental, além do conforto para o morador.

  
  
A ideia básica da construção sustentável é utilizar madeira de reflorestamento em todas as etapas possíveis/Divulgação

Uma casa completa, composta por quatro ambientes sendo eles sala, cozinha, quarto e banheiro, divididos em um espaço somando 100m² e que faz parte de um projeto de casa sustentável – esta será uma das principais atrações que faz parte da programação oficial das feiras Ecofair e Exprotege – que aliará sustentabilidade e segurança do trabalho simultaneamente em um mesmo evento. As feiras acontecem em Sorocaba

(SP) no Clube União Recreativo Campestre e possui entrada franca.

E um dos atrativos da Ecofair é uma casa sustentável, pronta para morar, que será disponibilizada para visitação pública no espaço externo da feira. De acordo com o engenheiro responsável pelo projeto, José Franco Moraes Neto, da LifeHouse Sorocaba, quando fala-se sobre construção sustentável, diversas variáveis devem ser considerados e que levam em conta os aspectos econômico e sócio-ambiental, além do conforto para o morador.

Todos estes itens devem estar em harmonia no projeto, para que ofereçam, juntos, uma solução que possa, realmente, ser considerada como sustentável.

“A ideia básica da construção sustentável é utilizar madeira de reflorestamento em todas as etapas possíveis” explica o engenheiro, complementando:-“a técnica que empregamos, chamada Wood framing, é um método amplamente empregado em diversos países da Europa como França, Alemanha e Japão, sendo que as casas que utilizam este conceito já são obrigatoriedade naquela região”, ele ressalta.

Franco explica que a construção da casa sustentável utiliza sistemas como o solatube: iluminação natural mais eficiente do mundo; o ecotelhado: que aumenta as áreas vegetadas em centros urbanos e confere ao ambiente interno conforto térmico e acústico; a ecoparede: também conhecida como jardim vertical, e é composta por um sistema de revestimento de parede composto por plantas – além do aquecimento solar para água do banho, piscina e consumo interno da casa.

“Para o construtor, a casa sustentável proporcionará redução de 30% na geração de resíduos de construção civil, otimização dos custos de investimento, agilidade na construção e menor degradação ambiental”, ressalta José Franco, complementando que, para o morador, os benefícios gerados por meio da casa sustentável são imensos, como redução do gasto da energia elétrica, conforto acústico com a diminuição de ruídos externos, ambiente climatizado sem a necessidade de vários aparelhos de ar condicionado e baixo custo para reformas e manutenção.

A visitação aos ambientes decorados da casa sustentável durante a feira Ecofair será aberta ao publico gratuitamente, dos dias 16 a 19 de maio, das 11h as 21h. “A ideia é que o visitante sinta-se realmente em casa”, finaliza José Franco.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: Luciene Gazeta

  
  

Publicado por em