Fórum com representação de 17 países debate mudanças climáticas em Washigton

Capital dos Estados Unidos sedia encontro das principais economias desenvolvidas e em desenvolvimento do mundo para discutir as questões climáticas e os mecanismos de mitigação de emissões de gases do efeito estufa.

  
  
Divulgação

Nos dias 18 e 19 de abril, a secretária de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental, do Ministério do Meio Ambiente, Branca Americano, participa do Fórum das Maiores Economias sobre Energia e Clima (MEF, sigla em inglês), que acontece em Washington D.C. (Estados Unidos). Participam do encontro os representantes dos 17 países das principais economias desenvolvidas e em desenvolvimento do mundo.

O evento, organizado pelo governo norte-americano, é um espaço de discussão complementar ao da Convenção de Mudanças Climáticas das Nações Unidas. Espera-se um debate aberto e de alto nível (a maior parte dos países é representada por seus ministros de meio ambiente) que facilite o caminho para a próxima Conferência, prevista para o final do ano, no México. O objetivo é que não se passe pelas mesmas dificuldades da última Conferência, realizada em Copenhague (Dinamarca), no final de 2009, quando o processo de negociação não chegou a ser concluído.

"O desafio é saber como continuar trabalhando no âmbito ONU, com tudo que ela tem de interessante, pois é um sistema inclusivo (de todos os países), baseado em decisões em consenso, mas que, ao mesmo tempo, seja efetivo. Queremos um movimento inclusivo, mas também queremos que a negociação ande", explicou Branca.

Outra questão importante a ser discutida no MEF, acredita Branca, deve ser a disposição dos países desenvolvidos de contribuir para financiamento de medidas de mitigação, principalmente na área de energia, e de adaptação.

Entre os maiores países em termos de economia e emissões de gases do efeito estufa que participam do Fórum estão: Austrália, Canadá, China, União Européia, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, Coréia, México, Rússia, África do Sul, Reino Unido e os Estados Unidos.

Basic - Na próxima semana, dias 25 e 26 de abril, é a vez de outro grupo se reunir. Os ministros de Meio Ambiente do Brasil, África do Sul, Índia e China - representantes do grupo chamado Basic - se reúnem em Cidade do Cabo, na África do Sul.

Na oportunidade, a secretária Branca acompanhará a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, que pretende avançar o diálogo sobre vários temas de interesse comum.

Em janeiro deste ano, o Basic se reuniu em Nova Délhi (Índia), e ficou estabelecida a disposição de firmar cooperação científica entre os quatro países, com o objetivo de gerar conhecimento e informações de apoio ao Basic que possam subsidiar decisões políticas, bem como responder questionamentos dos países em desenvolvimento, por exemplo, como o combate à mudança do clima poderá impactar as suas economias.

___________________
Fonte: MMA
Por: Melissa Silva

  
  

Publicado por em