Itatiba (SP) vai sediar Campeonato Mundial de Ornitologia

O objetivo do evento é eleger as aves mais belas, de acordo com os padrões definidos para cada espécie

  
  

O Brasil vai sediar, de 16 a 21 de julho deste ano, o 44˚ Campeonato Mundial de Ornitologia do Hemisfério Sul. O evento, que será realizado em Itatiba (a 75 km de São Paulo), no Centro de Eventos da Federação Ornitológica do Brasil (FOB), vai reunir centenas de criadores brasileiros, argentinos, uruguaios e chilenos, que trarão suas aves domésticas para participar do evento.

Participam do Mundial canários de cor, canários de porte e canários de canto. O objetivo do evento é eleger as aves mais belas, de acordo com os padrões definidos para cada espécie.

Os competidores estrangeiros devem trazer cerca de 750 aves e os brasileiros, cerca de 1.500. Haverá também a participação de juízes estrangeiros.

O Brasil já sediou o Campeonato Mundial de Ornitologia em anos anteriores, mas esta será a primeira vez que o evento será realizado no Centro de Eventos da FOB, em Itatiba,inaugurado em 2005. O último Mundial realizado no Brasil foi em 2002, em Cascavel (PR).

Campeonato Brasileiro

Antes do Campeonato Mundial, de 11 a 17 de julho, a FOB realiza no mesmo Centro de Eventos a segunda etapa do 61º Campeonato Brasileiro de Ornitologia, do qual também participam canários de cor, canários de porte e canários de canto.

Cerca de 20 mil aves estarão na área de vendas, que fica aberta ao público durante todos os dias do evento, e aproximadamente 20 mil poderão ser vistas na área de competição, que será aberta à visitação no dia 21 de julho.

Paralelamente ao campeonato, será apresentada uma nova mutação a uma junta de juízes, com o objetivo de que ela seja aprovada para que futuramente possa competir em campeonatos oficiais. Batizada de mutação urucum, ela é caracterizada pelos canários de bico e patas cor-de-rosa.

Para que uma mutação seja aprovada oficialmente, ela precisa ser submetida à avaliação de uma junta de juízes por três anos. Esta será a segunda apresentação.

A junta que irá avaliar a mutação em Itatiba é composta por um juiz espanhol, um francês,um italiano, um argentino e um juiz que representa a Confederação Ornitológica Mundial – Hemisfério Norte (COM-HN).

“Essa ave sofreu uma mutação genética e poucos brasileiros a conhecem”, afirma Guido Nardi, vice-presidente da FOB.

FOB

A FOB reúne cerca de 4,5 mil criadores de aves, que têm na atividade um hobby. A federação incentiva e orienta a criação das aves em condições adequadas para a reprodução, bem-estar e preservação dos animais. Os cruzamentos resultam muitas ezes em aves belíssimas.

A criação de aves estrangeiras, permitida pelas leis nacionais, também é uma forma de desestimular o comércio e tráfico de aves silvestres, originárias da fauna brasileira, cuja criação é restrita no Brasil.

Serviço

Evento: 44˚Campeonato Mundial de Ornitologia do Hemisfério Sul e
61º Campeonato Brasileiro de Ornitologia

Local: Centro de Eventos da FOB

Endereço: avenida Luciano Consoline, 1.500 (Rodovia do Contorno) –Itatiba

Data: 11 a 21 de julho

Horários de visitação: 9h às 17h

Entrada e estacionamento gratuitos

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: Gislene Rosa

  
  

Publicado por em