Secretários discutem em Belém mudanças no meio ambiente

Secretários de Meio Ambiente dos Estados que integram o Fórum de Governadores sobre Mudanças Climáticas reúnem-se para discutir ações conjuntas que possam ser desenvolvidas de forma compartilhada.

  
  

Secretários de Meio Ambiente dos Estados que integram o Fórum de Governadores sobre Mudanças Climáticas reúnem-se em Belém nesta quinta-feira (18) e sexta (19), para discutir ações conjuntas que possam ser desenvolvidas de forma compartilhada. O evento, que será realizado no Hilton Hotel, é coordenado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

É a primeira reunião realizada após o encontro de governadores de Estados detentores de florestas tropicais, ocorrido em Los Angeles, Califórnia (EUA), em novembro de 2008, sob a liderança do governador Arnold Schwarzenegger.

Na ocasião, os governadores assinaram um memorando, assumindo o compromisso de implementar políticas públicas em defesa da floresta e das populações tradicionais, e ainda viabilizar mecanismos de pagamento por serviços ambientais.

Juntamente com Schwarzenegger, a governadora Ana Júlia Carepa foi uma das signatárias do memorando, assim como os governadores do Amazonas, Eduardo Braga, Mato Grosso, Blairo Maggi, e o representante do governo do Amapá. Também assinaram o documento representantes dos Estados norte-americanos do Wisconsin e Illinois, além dos governadores das províncias de Aceh e Papua.

Cooperação - O workshop, denominado Força Tarefa da Cúpula dos Governadores sobre Mudanças Climáticas e Florestas (GCF, na sigla em inglês), discutirá as diretrizes e as possibilidades de cooperação entre os Estados envolvidos, especialmente o mecanismo de REDD (redução por desmatamento e degradação evitados) e programas relacionados às mudanças climáticas.

O titular da Sema, Aníbal Picanço, explica que o workshop é uma oportunidade de os secretários de Meio Ambiente nivelarem metodologias e, assim, definir seus próprios projetos de desenvolvimento ambiental.

O Pará, segundo Picanço, quer sair na frente na elaboração de seus projetos, como já vem fazendo, a exemplo do Plano de Prevenção, Controle e Alternativas do Desmatamento (PPCAD), lançado no último dia 5 de junho, e que estabelece metas para redução do desmatamento ilegal em 46% até o limite máximo de 1.233 km2, cumpridas até 2020. O Pará foi o primeiro Estado a entregar seu plano.

O Estado do Acre participará do workshop como convidado, mas deverá integrar-se ao GCF, já que a expansão do grupo deverá ser votada durante o evento. Os governadores que compõe o Fórum voltam a se reunir em setembro próximo, novamente na Califórnia, para discutir ações conjuntas e de cooperação entre si.

Fonte: Agência Pará de Notícias

  
  

Publicado por em