Especialistas apresentam estudos para criação da RDS Una d´Aldeia

A UMJ-União dos Moradores da Juréia realiza nesta quinta-feira (14 de junho), na Assembléia Legislativa de São Paulo, o Seminário de Estudos e Debates para a Criação da Reserva de Desenvolvimento Sustent&aa

  
  

A UMJ-União dos Moradores da Juréia realiza nesta quinta-feira (14 de junho), na Assembléia Legislativa de São Paulo, o Seminário de Estudos e Debates para a Criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Una d´Aldeia. É a primeira vez na história do ambientalismo paulista que a população local interage, por sua iniciativa, com a comunidade técnico-científica para a realização dos necessários estudos de viabilidade e planejamento e pede a criação de uma nova Unidade de Conservação, acreditando poder , com isso e o apoio do Estado - assegurar a efetiva fiscalização e controle do patrimônio natural da região, assim como condições para o manejo sustentado de sua fauna e flora, hoje sujeitas a invasões e furtos, em especial do palmito.

Os estudos realizados de socioeconomia, geomorfologia, direito ambiental, fauna, flora e ecossistemas serão apresentados por acadêmicos e profissionais da USP, Unicamp, Esalq e PUC para os deputados, ambientalistas e representantes de populações tradicionais e deverão contar com a presença do secretário do Meio Ambiente de São Paulo, Francisco Graziano, que já manifestou sua simpatia à proposta.

Foi a mobilização ininterrupta da União dos Moradores da Juréia associada a denúncias de cientistas, ambientalistas e representantes de variados setores da gestão pública que resultaram em dezembro de 2006 na aprovação da lei estadual 12.406, que cria o Mosaico de Unidades de Conservação da Juréia-Itatins; institui as RDSs do Despraiado e de Barra do Una; e permite os presentes debates para a implantação da RDS Una d´Aldeia.

A UMJ foi formalizada em 1990 na defesa dos interesses de 330 famílias (cerca de 1600 pessoas) que da noite para o dia perderam o acesso à terra e o direito de sobrevivência, por ocasião da criação da Estação Ecológica Juréia-Itatins, em 1986. A falta de planejamento do Estado e seus sucessivos equívocos impediram os habitantes da mata de continuar plantando suas roças, pescar e caçar, obrigando-os, na maioria dos casos, a migrar sem recursos ou qualquer capacitação profissional de características urbanas para a periferia dos municípios de Iguape, Miracatu e Peruíbe.

Serviço:

Evento: Seminário de Estudos e Debates para a Criação da RDS "Una d´Aldeia"

Data: 14 de Junho de 2007

Horário: 14 horas

Local: Plenário Teotônio Vilella-Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo

Fonte: Alfredo Gebrim - UMJ

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em