Eventos terão de controlar emissão de gases de efeito estufa

O vereador Luis Yabiku (PDT) protocolou na Câmara Municipal de Campinas (SP) um projeto de lei que prevê a obrigatoriedade da compensação das emissões de gases que contribuem com o efeito estufa, o principal deles é

  
  

O vereador Luis Yabiku (PDT) protocolou na Câmara Municipal de Campinas (SP) um projeto de lei que prevê a obrigatoriedade da compensação das emissões de gases que contribuem com o efeito estufa, o principal deles é o gás carbônico, por promotores de eventos realizados em parques e praças públicas.

De acordo com o projeto, as empresas, associações ou indivíduos responsáveis por eventos que envolvam a circulação de público em áreas públicas ficam obrigadas a apresentar previamente um laudo com a estimativa técnica de emissão de gases de efeito estufa e a compensarem essas emissões com o plantio de árvores.

“Os municípios precisam se engajar com rapidez na definição de políticas públicas que contribuam para a diminuição do aquecimento global”, afirmou Yabiku.

A aprovação do laudo técnico e a definição dos locais onde as árvores deverão ser plantadas ficarão a critério dos órgãos competentes da administração municipal.

Se não comprovarem o plantio das árvores determinadas pela lei em um prazo de 30 dias após a realização do evento, os responsáveis serão punidos com multas de mil UFICs por dia de atraso e ficarão proibidos de realizar eventos em áreas públicas de Campinas até que a situação seja resolvida.

“Estudos científicos mostram que uma das formas mais eficazes de controlar a emissão de gases de efeito estufa é o plantio de árvores, já que elas absorvem o gás carbônico”, destacou Yabiku.

Fonte: Paulo Reda - Assessor de Imprensa

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em