Exposição vai comemorar o Dia do Café e contribuir para o Programa Fome Zero

O café é, sem dúvida, uma das maiores paixões dos brasileiros. Seja em casa, na rua, ou no trabalho, o bom e velho `cafezinho` não pode faltar. Prova disso é que o Brasil é o primeiro produtor e o segundo maior consumidor de café do mundo, com aproximadam

  
  

O café é, sem dúvida, uma das maiores paixões dos brasileiros. Seja em casa, na rua, ou no trabalho, o bom e velho `cafezinho` não pode faltar. Prova disso é que o Brasil é o primeiro produtor e o segundo maior consumidor de café do mundo, com aproximadamente nove milhões de sacas/ano.

No mundo são consumidas anualmente cerca de 95 milhões de sacas de café. Esse produto foi a base da economia brasileira no Século XIX e na primeira metade do Século XX, mas ainda hoje é muito importante para o contexto agrícola do nosso país.

Quem quiser saber mais sobre as pesquisas que vêm sendo desenvolvidas com essa paixão nacional, pode visitar a exposição que será realizada nos dias 16 e 17 no Alameda Shopping (Taguatinga-DF) em comemoração ao Dia Mundial do Café.

Lá estarão expostas as tecnologias que vêm sendo desenvolvidas pela Embrapa, através de duas de suas 40 unidades de pesquisa – a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia e a Embrapa Café – ambas localizadas em Brasília.

Entre essas tecnologias destacam-se: o controle biológico de nematóides, pragas de solo que causam grande prejuízo para a cafeicultura brasileira, e cujo controle químico é economicamente inviável; a multiplicação vegetativa de café, que é de grande interesse tendo em vista a avaliação em campo de híbridos produzidos pelos programas de melhoramento genético; o desenvolvimento de técnicas de transformação genética, como ferramentas adicionais aos programas de melhoramento genético convencionais, que possibilitam ganho de tempo na obtenção de novas cultivares, além de permitirem a obtenção de variedades de café resistentes a pragas e doenças da agricultura e estresses ambientais; além de técnicas para conservação do germoplasma de café a longo prazo, já que isso tem sido um grande problema em função da queda da viabilidade de sementes de café em curto período.

Quem visitar a exposição da Embrapa no Alameda Shopping, vai poder colaborar com o Programa Fome Zero do Governo Federal, através da troca de um quilo de alimentos não perecíveis (exceto sal) por três mudas de café ornamental. Os alimentos serão doados a instituições carentes.

Informações:(61) 448-4770 e 448-4769

Fonte: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologi

  
  

Publicado por em