Fumaça mata um a cada 20 segundos nos países pobres

A fumaça resultante de cozinhar dentro de casa ou de outro ambiente fechado mata uma pessoa a cada 20 segundos nos países em desenvolvimento, de acordo com uma ONG britânica. Segundo o Grupo de Intermediação do Desenvolvimento Tecnológico (ITDG, na si

  
  

A fumaça resultante de cozinhar dentro de casa ou de outro ambiente fechado mata uma pessoa a cada 20 segundos nos países em desenvolvimento, de acordo com uma ONG britânica.

Segundo o Grupo de Intermediação do Desenvolvimento Tecnológico (ITDG, na sigla em inglês), a fumaça dentro de casa mata mais gente do que a malária e quase tantas quanto a água contaminada e a falta de saneamento básico.

O problema afeta mais de 2 bilhões de pessoas que queimam madeira, carvão, vegetação e esterco para aquecer alimentos.

A ONU - Organização das Nações Unidas afirma que fogões ineficientes podem ser tão prejudiciais à saúde quanto fumar dois maços de cigarro por dia.Fornos de carvãoO ITDG afirma que 2,4 bilhões de pessoas queimam biomassa (matéria orgânica) para cozinhar ou aquecer o ambiente.

Segundo a organização, a fumaça doméstica é a quarta maior causa de morte e doença nos países mais pobres do mundo, matando anualmente 1,6 milhão de pessoas. Quase um milhão dos óbitos ocorre entre crianças.

De acordo com o ITDG, a incidência de câncer de pulmão em mulheres na China está diretamente ligada ao uso de fornos de carvão. Mais da metade das pessoas que cozinham com biomassa vive na Índia e na China, mas, em muitos países da África Subsaariana, mais de 90% adotam essa prática.

Em partes da Ásia Central, onde gás e eletricidade costumavam ser acessíveis nos dias da antiga União Soviética, as pessoas estão sendo obrigadas a voltar a utilizar biomassa.

A resposta para o problema é que se passe a utilizar combustíveis menos poluentes, mas a maioria das pessoas que usam biomassa não têm poder aquisitivo para fazer a troca.

Fonte: BBC

  
  

Publicado por em