Governadores recebem prêmio internacional pela proteção da natureza

Os governadores do Acre, Amazonas e Amapá foram homenageados no dia 10 de setembro perante a comunidade internacional reunida no Congresso Internacional de Parques, em Durban, na África do Sul.O congresso é o maior evento do setor e se realiza a cada 10 a

  
  

Os governadores do Acre, Amazonas e Amapá foram homenageados no dia 10 de setembro perante a comunidade internacional reunida no Congresso Internacional de Parques, em Durban, na África do Sul.O congresso é o maior evento do setor e se realiza a cada 10 anos.

Eduardo Braga, do Amazonas, e Antonio Waldez Góes, do Amapá, receberam o prêmio `Líderes para um Planeta Vivo`, enquanto Jorge Viana, do Acre, recebeu o prêmio `Presente para o Planeta Terra` - que é a maior distinção pela proteção da natureza.

Os prêmios foram concedidos pela rede mundial WWF e entregues pelo seu secretário-geral, Claude Martin, que destacou o esforço feito por Jorge Viana como um `um grande marco para a implementação do Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA`

O programa ARPA, no valor de US$ 400 milhões, é realizado pelo governo brasileiro em parceria com o WWF-Brasil, Banco Mundial, GEF e KfW, que têm apoiado as ações do governo do Acre em prol da conservação das florestas e seu uso sustentável, responsável pela proteção de 27% das florestas daquele Estado.

Jorge Viana anunciou, no Congresso, a criação do Parque Estadual do Chandless e de três florestas estaduais para a proteção sustentável de madeira e outros produtos florestais.

O estado do Amapá tem o maior parque nacional do mundo em área de floresta tropical - o Parque Montanhas do Tumucumaque -, enquanto o Amazonas ganha seis novas unidades de conservação que somam 3.8 milhões de hectares (duas áreas de proteção integral e três áreas para uso sustentável).

Fonte: AssCom. do WWF-Brasil

  
  

Publicado por em