Governo deveria proteger orgânicos da contaminação pelos transgênicos

“As medidas tomadas pelo governo em relação à produção de transgênicos no país desconsideram os produtores orgânicos e não-transgênicos como cidadãos”, analisou o presidente do Instituto Biodinâmico (IBD), Alexandre Harkaly, sobre a medida pro

  
  

“As medidas tomadas pelo governo em relação à produção de transgênicos no país desconsideram os produtores orgânicos e não-transgênicos como cidadãos”, analisou o presidente do Instituto Biodinâmico (IBD), Alexandre Harkaly, sobre a medida provisória (MP) que autoriza o plantio de soja transgênica na safra 2004/2005.

O IBD é o maior certificador de alimentos orgânicos (produzidos sem insumos industriais) do Brasil. “Existe todo um setor na sociedade, menos poderoso, que são os
produtores orgânicos e os produtores convencionais não-transgênicos, que preferem ficar não-transgênicos , que estão sendo contaminados e sendo levados nesse ‘rolo compressor’, nessa ‘avalanche’.

Isso é muito ruim, porque você acaba beneficiando um setor em detrimento total do outro setor. Os direitos não estão sendo preservados”, disse.

Harkaly alertou que plantações inteiras de produtos orgânicos (alimentos produzidos sem insumos industriais) estão sendo eliminadas porque são detectados genes transgênicos nas plantas. Além disso, os produtores perdem a certificação de seus produtos por causa da contaminação.

“A contaminação é um dos principais problemas dos agricultores orgânicos. Para dar um exemplo, nos outros países onde os transgênicos existem há mais tempo, Estados Unidos, Canadá, as sementes não transgênicas estão sendo contaminadas, e isso acontece de uma maneira involuntária”, disse.

Ele explicou que, se um produtor transgênico cultiva sua plantação ao lado de um orgânico ou não transgênico, acaba contaminando o vizinho, principalmente em relação às plantas de polinização cruzada (transferência de pólen de uma flor para outra na mesma planta ou em plantas diferentes).

“Com a soja,que é autofecundante, esse cruzamento não acontece com tanto risco, mas a contaminação se dá através do uso das máquinas,dos beneficiamentos, dos portos”, explicou.

Fonte: Radiobras

  
  

Publicado por em