Governo do Ceará transforma campo experimental em área de preservação ambiental

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e o Governo do Estado do Ceará assinaram, no dia 2 de abril, o termo aditivo que viabiliza a cessão em comodato de 135 hectares de m

  
  

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e o Governo do Estado do Ceará assinaram, no dia 2 de abril, o termo aditivo que viabiliza a cessão em comodato de 135 hectares de mata atlântica, em Guaramiranga (CE), que passa a integrar a Área de Proteção Ambiental da Serra do Maciço de Baturité.

A área denominada Sítio Batalha, de propriedade da Embrapa, servirá como unidade demonstrativa de conscientização e de apoio à pesquisa e preservação ambiental. Para tanto, está sendo criada uma trilha ecológica para visitação pública, voltada para a questão da educação sobre o meio ambiente.

O local também vai receber toda a fauna apreendida pelo Ibama, que utilizará a área para a fase de readaptação das espécies ao seu hábitat.

Segundo o chefe-geral da Embrapa Agroindústria Tropical (Fortaleza/CE), Lucas Antonio de Sousa Leite, que representou a diretoria da Embrapa no evento, a Embrapa vai participar de um projeto que tem o objetivo de repassar o conhecimento técnico de propagação de orquídeas e flores ornamentais.

“A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) já possui o levantamento de toda a flora local. Então, a nossa idéia é que o conhecimento levado pela pesquisa à comunidade proporcione a propagação dessas espécies, sem degradação ambiental, ocupando mão-de-obra local e gerando um produto economicamente atrativo”, acredita Lucas Leite, prevendo que esse trabalho pode ganhar uma maior proporção, associando a outras pesquisas validadas pela Unidade.

“Podemos utilizar os produtos derivados do aproveitamento da casca de coco verde, como a fibra de coco, para a confecção de vasos e substrato agrícola para essas flores”.

Ele adianta que uma reunião de representantes da Semace já está agendada para os próximos dias, quando será acertado o programa de capacitação em técnicas de propagação.

Assinatura do termo

O termo aditivo de cessão do Sítio Batalha foi assinado pelo governador do Estado do Ceará, Lúcio Alcântara, e pelo chefe-geral da Embrapa Agroindústria Tropical, Lucas Leite, e será agora convalidado pelo presidente da Embrapa, Sílvio Crestana.

O evento contou também com as presenças da secretária da Educação Básica, Sofia Lerche Vieira; do secretário-executivo da Secretaria da Ouvidoria-Geral e do Meio Ambiente, Paulo Rolim; do Superintendente da Semace, Romeo Aldigueri; do prefeito de Guaramiranga, Ilton Barroso; da gerente de Desenvolvimento Regional do Maciço de Baturité, Janaína Farias, além de outras autoridades e ambientalistas.

Durante o evento, diversas autoridades e representantes da comunidade soltaram pássaros apreendidos pelo Ibama. O governador Lúcio Alcântara devolveu à mata um exemplar da espécie Guaramiranga e Lucas Leite fez retornar ao seu hábitat a ave Primavera.

O governador e a comitiva também percorreram os 900 metros iniciais da trilha ecológica que será aberta ao público, e que terá a extensão total de 3.600m, totalmente sinalizada. Na opinião de Lucas Leite, “a criação do Campo Batalha e da trilha guiada é também uma boa oportunidade para incentivar o turismo na região”.

Gestão ambiental

Na ocasião, Lucas Leite enfatizou o compromisso da Embrapa com a questão ambiental, destacando os projetos de monitoramento de recursos hídricos na Região do Baixo Jaguaribe e do aproveitamento da casca de coco verde, cuja usina de processamento, localizada no bairro de Jangurussu, em Fortaleza (CE), deverá ser inaugurada nos próximos meses de maio ou junho.

Fonte: Embrapa

  
  

Publicado por em

Vani braz

Vani braz

15/09/2008 21:26:20
acho uma iniciativa louvavel e de responsabilidade com o meio ambiente