Ibama divulgou regras para caça no Rio Grande do Sul

A temporada de caça no Rio Grande do Sul começou no dia 9/6 e vai até o dia 25 de agosto. A portaria Nº 33, publicada na segunda-feira (16/6) no Diário Oficial trouxe em detalhes as regiões, os prazos e as espécies autorizadas para este ano. Serão per

  
  

A temporada de caça no Rio Grande do Sul começou no dia 9/6 e vai até o dia 25 de agosto. A portaria Nº 33, publicada na segunda-feira (16/6) no Diário Oficial trouxe em detalhes as regiões, os prazos e as espécies autorizadas para este ano.

Serão permitidas a caça de perdiz, marreca piadeira, pombão, pomba-de-bando, caturrita, garibaldi e lebre européia, sendo estas três últimas espécies consideradas um problema para a agricultura do estado.

O Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis decidiu manter a proibição de caça do marrecão e a marreca-caneleira. A cautela deve-se à falta de estudos populacionais no Uruguai e Argentina, países que, junto com o Brasil, integram parte do habitat das duas espécies migratórias.

O Ibama defende a adoção de gestão conjunta entre os três países em relação a estas espécies. A caça amadorista é prevista na Lei 5.197/67, desde que haja estudos científicos que forneçam base técnica para o desenvolvimento da atividade sem o prejuízo ambiental.

O Rio Grande do Sul é o único estado brasileiro que atende às exigências da lei e por isso tem a atividade autorizada.

A regulamentação cabe ao Ibama, que define os prazos, as cotas e as espécies que podem ser caçadas a partir de estudos técnicos, que no caso gaúcho são realizados pela Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul/Fundação de Apoio da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Para ter o direito de exercer a atividade, os caçadores devem estar autorizados pelo Ibama e cumprir todas as recomendações legais. Aqueles que desrespeitarem a legislação estão sujeitos a multas que variam entre R$ 500 e R$ 5 mil, conforme prevê a Lei de Crimes Ambientais (Nº 9.605/98).

Fonte: Ibama

  
  

Publicado por em

Robson

Robson

22/02/2012 18:55:21
Caçar está na alma de todos nós, herdamos de nossos ancestrais. Devia ser liberado!

Ninrode Castro

Ninrode Castro

12/01/2012 08:38:38
Está na alma de muitos brasileiros o amor e prazer pela caça...cabe ao governo criar um programa de atendimento a estes caçadores apaixonadaos. simplesmente proibir não seria a melhor opção. É fato que temos uma origem indigina e moramos em areas rurais extensas, onde a caça seria em muitos casos uma necessidade de subsistência. Acreditamos no bom senso de nossos líderes. Esperamos que criem essse programa de atendimento.

Gabriel

Gabriel

03/01/2012 23:24:10
Olá amigos,

Há tempos que somente caço com minhas memórias, desde que no meu estado e próximos proibirão,(acho que foi em 1979)guardo em algum lugar dentro e fora de mim a vontade de estar praticando uma caçada, especificamente com tiro ao vôo. Gostaria se possível, saber como posso realizar uma caçada de perdiz ou algo similar neste estado que tanto admiro, mas nunca conheci.

ANDRÉ FREDDO

ANDRÉ FREDDO

16/07/2011 22:53:33
Eu acho que devemos nos preocupar mais com o uso indiscriminado de pesticidas, que destroem a nossa FAUNA, e liberar a caça esportiva controlada. Porque o caçador consciente ajuda a preservar as espécies. Assim, nossos filhos poderão ter a mesma sorte de praticar este esporte!

Jailton barbosa

Jailton barbosa

30/04/2010 20:33:25
A caça deve ser liberada no Brasil sim. Contudo, devemos respeitar os periodos de reprodução, isto é muito importante e todo caçador deve respeitar. Assim podemos ver os nossos cães trabalharem bem em uma perdiz.

GERONIMO CUNHA DAS NEVES

GERONIMO CUNHA DAS NEVES

12/11/2009 22:28:50
EU ACHO QUE A CAÇA TEM QUE SER LIBERADA COM LIMITE E EPOCA CERTA,DEVEM CRIAR RESERVAS PARA A EXISTENCIAS DAS ESPECIES A FINAL VIVEMOS EM UMA DEMOCRACIA E TEMOS DIREITOS