Ibama mostra gaitas diatônicas fabricadas de madeira alternativa da Amazônia

Em comemoração ao 14º aniversário do Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, o Laboratório de Produtos Florestais apresentou na segunda-feira (24/2), o primeiro resultado do projeto Avaliação de Madeiras Amazônica

  
  

Em comemoração ao 14º aniversário do Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, o Laboratório de Produtos Florestais apresentou na segunda-feira (24/2), o primeiro resultado do projeto "Avaliação de Madeiras Amazônicas para Utilização em Instrumentos Musicais", coordenado pelo pesquisador Mário Rabelo. São gaitas diatônicas fabricadas com dez espécies alternativas brasileiras que poderão substituir, com vantagens, as madeiras importadas para essa finalidade.

O músico brasiliense Pablo Fagundes fará uma apresentação de blues e de outros ritmos com as seis gaitas que produziu como tese de graduação em Engenharia Florestal pela UnB - Universidade de Brasília, com supervisão do LPF/Ibama.

Outros instrumentos musicais, principalmente de corda, também serão fabricados com espécies alternativas da Amazônia a partir de testes acústicos que estão sendo realizados pelo LPF/ Ibama em cerca de 50 tipos de madeiras.

O objetivo do Ibama é agregar valor aos produtos florestais, divulgar as potencialidades das espécies alternativas a nível interno e externo, reduzir a importação de madeiras com essa finalidade, tornar esses instrumentos acessíveis e abrir mercado para músicos e para os que manejam a Floresta Amazônica.

Fonte: AssCom do Ministério do Meio Ambiente

  
  

Publicado por em