Indústria desenvolve programa para eliminar pneus usados

Pneus descartados em locais impróprios estão entre as principais causas das enchentes e da proliferação do Aedes egypit, mosquito transmissor da dengue, em grandes cidades. A eliminação deste resíduo, exigida pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente, g

  
  

Pneus descartados em locais impróprios estão entre as principais causas das enchentes e da proliferação do Aedes egypit, mosquito transmissor da dengue, em grandes cidades.

A eliminação deste resíduo, exigida pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente, ganha impulso com a adesão de setores com capacidade de incorporá-lo em seus processos produtivos.

Este é o caso da Votorantim Cimentos, que desenvolveu tecnologia para utilização da borracha dos pneus,solução que reduz o risco ambiental causado pelos resíduos.

Atualmente, a empresa tem capacidade para eliminar mais de 20 mil toneladas por ano, ou o equivalente a 100 mil m³ de pneus, que corresponde a um quarteirão tomado de edifícios com 30 andares.

Conhecido como co-processamento, o processo não tem impacto sobre o ambiente, uma vez que a combustão é realizada em altas temperaturas, que não deixam qualquer resíduo, em fornos equipados com filtros. Esta solução, que já eliminou 1,5 milhão de pneus na Votorantim Cimentos, acaba de ganhar o Prêmio CNI – Confederação Nacional das Indústrias, na categoria Ecologia. A entrega do prêmio aconteceu na terça, 9 de dezembro, em Brasília.

O co-processamento é feito nos fornos da Cimento Rio Branco, empresa da Votorantim Cimentos instalada na cidade de Rio Branco do Sul, no Paraná. Trata-se de uma das mais modernas unidades da companhia, certificada com ISO 14001 e com o NOSA, na área de saúde e segurança. A Votorantim Cimentos também está iniciando o co-processamento nas unidades de Itaú de Minas (MG) e Nobres (MT).

A queima de pneus em fornos de cimento é incipiente no Brasil. Em outros países, no entanto, a prática é bastante comum. Nos Estados Unidos, 360 mil toneladas são incineradas anualmente. No Japão, o volume é de 290 mil toneladas. Juntos, os países da Europa co-processam 450 mil toneladas de pneus por ano.

Líder do mercado brasileiro de cimento, cal hidratada e industrial e com posição de destaque no segmento de argamassas, a Votorantim Cimentos alcançou uma receita líquida de R$ 4 bilhões em 2002. No total, são 26 fábricas que empregam 10 mil pessoas, considerando as operações no país e na América do Norte.

A Votorantim Cimentos faz parte do Grupo Votorantim, uma das maiores corporações de capital nacional, com atuação nos setores de cimento, mineração e metalurgia, papel e celulose,química, filmes flexíveis para embalagens e agroindústria.

Empregando cerca de 24 mil profissionais, o Grupo apresentou em 2002 receita bruta consolidada de R$ 12 bilhões e EBTIDA de R$ 3,7 bilhões, o que representa um crescimento de 28% em relação ao ano anterior.

Fonte: CDI

  
  

Publicado por em