Iniciado o levantamento para avaliação ecossistêmica do milênio

A Avaliação Ecossistêmica do Milênio (MEA - Millenium Ecosystem Assessment ) promovida pelo WRI - World Resource Institute está sendo realizada no Brasil. Com o objetivo de avaliar a situação dos ecossistemas mundiais de acordo com as mudanças que vêm

  
  

A Avaliação Ecossistêmica do Milênio (MEA - Millenium Ecosystem Assessment ) promovida pelo WRI - World Resource Institute está sendo realizada no Brasil.

Com o objetivo de avaliar a situação dos ecossistemas mundiais de acordo com as mudanças que vêm sofrendo e sua interação com as necessidades de sobrevivência do homem e de outros seres vivos, o MEA iniciou o levantamento de programas e projetos de gestão agro-florestal do país que possam ser replicados em outras localidades.

Convidada para ser a parceira oficial no Brasil, a Fundação Biodiversitas tem até o dia 15 de março para fazer a primeira etapa de identificação de projetos ou programas que estejam em implantação ou já apresentem resultados positivos.

A equipe do MEA fará a avaliação e selecionará aqueles que devem partir para uma segunda fase, que envolve publicação oficial dos dados e até encaminhamento para possíveis financiadores.

Cerca de 1000 profissionais de uma comissão internacional multidisciplinar irão coletar dados em mais de 100 países para traçar um perfil global que será amplamente divulgado e pode servir de ferramenta para que governos, autoridades e interessados em geral orientem suas atividades, informou a assessora de comunicação da Biodiversitas, Paula Costa.

"A idéia é que esses projetos possam fortalecer a capacidade de sustentabilidade de um ecossistema e atender às necessidades de sobrevivência da biodiversidade e dos seres humanos. Tudo isso, em conjunto com atividades de preservação e desenvolvimento sustentável, obedecendo a critérios identificados em tratados e convênios internacionais", afirmou ela.

Fonte: Boletim Últimas da Mata Atlântica

  
  

Publicado por em