Instituto Biodinâmico lançou o selo Ecosocial

O Instituto Biodinâmico – IBD acaba de lançar o Selo EcoSocial, uma identificação complementar aos padrões orgânicos IBD e de adesão voluntária, criado com o objetivo de conferir um certificado adicional aos projetos orgânicos que desenvolvem progra

  
  

O Instituto Biodinâmico – IBD acaba de lançar o Selo EcoSocial, uma identificação complementar aos padrões orgânicos IBD e de adesão voluntária, criado com o objetivo de conferir um certificado adicional aos projetos
orgânicos que desenvolvem programas de responsabilidade social e ambiental, que visam a melhoria contínua das condições sócio-ambientais, avaliadas em toda a cadeia produtiva.

Baseadas nas normas da Organização Internacional do Trabalho, na Declaração Universal dos Direitos Humanos e na Declaração Universal dos Direitos da Criança, as diretrizes eco-sociais representam uma evolução no trabalho que já vem sendo realizado pelo IBD e uma resposta ao consumidor sensível às questões ecológicas e sociais, que associa suas decisões de compra ao comportamento empresarial ético e social.

No mercado externo já é grande a demanda pela certificação social que vem se tornando necessária também para os orgânicos.Indo além das diretrizes para obtenção do certificado orgânico, que já incluem parâmetros sociais e ambientais baseados na legislação específica, nacional e internacional, as diretrizes para a certificação Eco-social incluem parâmetros de acompanhamento dos ganhos ambientais e de qualidade de vida.

Esse acompanhamento pressupõe a existência ou implementação, nas propriedades certificadas, de programas cujos indicadores e metas sejam passíveis de checagem e comparação a cada auditoria realizada.

As metas estabelecidas, salvo situações específicas, deverão buscar resultados mínimos de 30% (em ganhos ou reduções) em um período máximo de cinco anos.

A partir da constatação de que no universo de projetos certificados estabelecem-se diferentes relações trabalhistas, as diretrizes da Certificação Eco-social IBD foram organizadas de forma a atender dois perfis distintos.

O programa Responsabilidade Eco-Social nas Empresas (indústrias e propriedades) é direcionado às situações em que existem relações trabalhistas formais estabelecidas entre patrões e empregados.

O programa Qualidade de Vida na Agricultura Familiar é direcionado às situações que abrangem desde as relações contratuais não cobertas pela legislação trabalhista estabelecidas entre comercializadoras e produtores subcontratados, até as relações informais entre produtores dentro da mesma entidade (associação, cooperativa).

O engajamento deverá ser feito mediante a seleção de pelo menos dois projetos em cada categoria - ambiental e social - cujo desenvolvimento será monitorado pelo IBD. A seleção e acompanhamento desses projetos serão realizados por comissão formada por representantes do IBD, e de cada categoria envolvida (empregados e empregadores ou produtores subcontratados e tradings/ cooperativas, conforme o caso).

O Certificado EcoSocial tem validade de um ano e para renová-lo é necessário que durante uma nova inspeção sejam comprovados os avanços previstos no planejamento inicial.

Fonte: Instituto Biodinâmico

  
  

Publicado por em