Instituto da borracha vai buscar novas tecnologias para a realização de pesquisas

A Sociedade Brasileira Pró-Inovação (Protec), com o apoio da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), está fundando o Instituto de Tecnologia da Borracha. Com o início das atividades previsto para 2004, o instituto irá fomentar o desenvolvimen

  
  

A Sociedade Brasileira Pró-Inovação (Protec), com o apoio da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), está fundando o Instituto de Tecnologia da Borracha. Com o início das atividades previsto para 2004, o instituto irá fomentar o desenvolvimento tecnológico e a realização de pesquisas voltadas para o setor de borracha natural.

`O papel do instituto é articular os agentes - universidades, empresas e produtores - para participar dos projetos`, afirmou Roberto Nicolsky, diretor-geral da Protec, citando como exemplo o desenvolvimento de borrachas com melhor performance. Cinco empresas que fabricam artefatos de borracha natural já se associaram ao instituto.

De acordo com Nicolsky, os recursos necessários para a realização das pesquisas devem ser obtidos junto aos fundos setoriais `verde e amarelo`, voltados para o desenvolvimento tecnológico e vinculados ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

A Protec viabilizou a criação de dois outros institutos de pesquisa similares: o IPD-Farma, voltado para os setores farmacêutico e agroquímico, e o IPD-Maq, ligado à Abimaq e direcionado especificamente para o setor de máquinas e equipamentos.

Fonte: MCT

  
  

Publicado por em