José Fritsch quer cooperação da FAO para produção de pescado no semi-árido nordestino

O ministro da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca, José Fritsch pediu ao diretor geral da FAO - Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, Jacques Diouf, a cooperação técnica da entidade, com vistas à produção de pescado em cativ

  
  

O ministro da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca, José Fritsch pediu ao diretor geral da FAO - Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, Jacques Diouf, a cooperação técnica da entidade, com vistas à produção de pescado em cativeiro, nas pequenas propriedadades de agricultura familiar do semi-árido nordestino.

Para o ministro essa será mais uma oportunidade de estreitamento das relações de cooperação entre a FAO e o governo brasileiro, que tem o combate à fome como uma das prioridades.

"Já que a FAO trata da questão do alimento e a criação da Secretaria Especial tem a ver com a produção de um alimento considerado nobre, do ponto de vista da saúde, entendemos que esse estreitamento será importante nessa missão que o presidente Lula nos apresenta, que é a oferta maior de proteína de peixes para o programa Fome Zero", afirmou José Fristsch.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em

José Demarco

José Demarco

15/09/2008 12:57:01
O combate à fome deve ser prioridade número 1 do Governo Federal, principalmente so semi-árido nordestino,onde milhões de brasileiros sobrevivem com enormes carências nutritivas.Construção de cisternas, criatórios de peixes e agricultura familiar com cooperativas para eliminar os atravessadores, que excploram os nordestinos miseráveis.