Juízes defendem política de biossegurança

O presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho(Anamatra), Grijalbo Coutinho,subscreve um manifesto defendendo uma política constitucional de biossegurança. O documento, que também é assinado por diversos juristas, foi entre

  
  

O presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho(Anamatra), Grijalbo Coutinho,subscreve um manifesto defendendo uma política constitucional de biossegurança.

O documento, que também é assinado por diversos juristas, foi entregue aos deputados ontem (27/1), durante a reunião da Comissão de Biossegurança, no plenário 06, anexo 02, às 15h (Câmara dos Deputados).

Coutinho explica que a Anamatra, entidade que representa todos os juízes do trabalho do país, não pode ficar de fora de um debate tão importante para a qualidade da vida.

“É fundamental que se defina o quanto antes uma política de biossegurança que respeite o meio ambiente e a saúde da população, sob pena de se instalar o caos na saúde pública num futuro bem próximo”, enfatiza.

De acordo com ele, o relatório apresentado pelo deputado Aldo Rebelo (PcdoB/SP) representa perigo para a política de biossegurança no país, pois poderá gerar demandas judiciais e criar uma situação de maior instabilidade e insegurança jurídicas.

Fonte: AssCom Gisely Siqueira

  
  

Publicado por em