Kayapós vão negociar sementes para preservar o meio ambiente e a economia

A Funai - Fundação Nacional do Índio divulgou que os índios Kayapó, habitantes dos estados do Mato Grosso e Pará, estão trocando a negociação de madeiras nobre pela venda de sementes destas árvores. A medida, além de impedir o comércio ilegal de madei

  
  

A Funai - Fundação Nacional do Índio divulgou que os índios Kayapó, habitantes dos estados do Mato Grosso e Pará, estão trocando a negociação de madeiras nobre pela venda de sementes destas árvores.

A medida, além de impedir o comércio ilegal de madeiras de lei, no interior de suas terras vai garantir a preservação de espécies ameaçadas como o mogno.

A iniciativa tem o apoio da Funai, por meio de sua CGPIMA - Coordenação Geral de Patrimônio Indígena e Meio Ambiente e do Clube da Semente do Brasil, que foi visitado pelos Kayapó em 2002, quando a coordenação de Proteção às Terras Indígenas do CGPIMA levou um grupo lideranças desse povo a Olhos D`Água, localizada a 80 quilômetros de Brasília.

As necessidades econômicas e falta de alternativa para garantir sua sobrevivência foram apontadas pelos índios Kayapó como principais fatores para a comercialização de árvores que são consideradas sua maior fonte de riqueza.

Além do prejuízo ambiental, os Kayapó negociam essa madeira a um preço muito abaixo do valor, R$ 50,00, o que acaba gerando um prejuízo aos próprios índios, pois o mogno demora cerca de 30 anos para chegar a fase adulta.

Já com a venda das sementes das árvores os índios poderiam ganhar anualmente R$ 180,00 por árvore e a mesma permanecerá intacta.

Para concretizar o acordo, a Funai e o Clube da Semente pretendem firmar um acordo com o Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis e a Federação dos Povos Indígenas Kayapó para afastar os índios do comércio de madeira.

`Nosso Objetivo é encontrar alternativas econômicas para eles, mostrando a enorme riqueza que possuem`, disse o presidente do Clube da Semente do Brasil, Antônio Fernandes.

Clube da Semente

O Clube da Semente é uma organização não governamental, que tem como objetivo básico desenvolver um trabalho de conscientização ambiental capaz de promover a conciliação da preservação de espécies (arbóreas) da flora brasileira com a elevação da qualidade de vida humana, a partir do uso socialmente justo e ecologicamente sustentável da diversidade biológica.

Suas atividades são mantidas principalmente através de campanhas de distribuição gratuitas de sementes, financiadas por empresas privadas, públicas e por seus inúmeros colaboradores espalhados pelo Brasil e exterior. Seu trabalho tem, além do objetivo fundamental ligado à preservação, a preocupação com o processo educativo de cada indivíduo.

Fonte: Estação Vida

  
  

Publicado por em

GERSON LOPES DA SILVA

GERSON LOPES DA SILVA

14/12/2008 11:13:31
ACHO EXCELENTE A IDÉIA DE VENDER SEMENTES NATIVAS, SOU BIÓLOGO E GOSTARIA DE ADQUIRIR ASSIM QUE O PROJETO ESTEJA RODANDO. PRECISAMOS URGENTE NOS UNIRMOS PARA SALVAR O PLANETA.

GERSON LOPES DA SILVA