Lançada versão eletrônica do Geo Brasil

A série Global Environment Outlook ou GEO, documento elaborado para responder às recomendações da Agenda 21, conforme decisão do Governing Council do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente - PNUMA, em maio de 1995, terá a versão eletrônica do GEO

  
  

A série Global Environment Outlook ou GEO, documento elaborado para responder às recomendações da "Agenda 21", conforme decisão do Governing Council do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente - PNUMA, em maio de 1995, terá a versão eletrônica do GEO Brasil (em português) lançada na Internet .

A partir de então, qualquer cidadão, terá acesso a segunda edição atualizada do mais importante relatório da situação ambiental brasileira. O documento ressalta os principais problemas, causas, conseqüências, ações corretivas e preventivas, e políticas ambientais de todas as regiões do Brasil numa abordagem participativa e regionalizada.

O relatório GEO analisou a superfície do Planeta enfocando sete temas (solos, florestas, biodiversidade, água, ambientes marinhos e costeiros, atmosfera, ambientes urbanos e industriais) ecologicamente importantes para sete regiões - África, Ásia e Pacífico, Europa, América Latina e Caribe, América do Norte, Médio Oriente e as regiões Polares. Manaus e Rio de Janeiro têm avaliação ambiental urbana - Outro lançamento da série ocorreu recentemente em Brasília: o projeto GEO Cidades, que desenvolveu uma série de indicadores ambientais urbanos para a elaboração de relatórios ambientais integrados.

A metodologia foi aplicada pelo Consórcio Parceria 21, formado pelas ONG’s Instituto de Estudos da Religião (Iser), Instituto Brasileiro da Administração Municipal (Ibam) e Rede de Desenvolvimento Humano (Redeh), em duas cidades brasileiras: Rio de Janeiro (estudo-piloto) e Manaus.

O coordenador geral de Controle e Qualidade Ambiental, do Ibama, biólogo João Câmara, responsável pela coordenação do GEO no Brasil, ressaltou a importância das parcerias para a ampliação desta rede de informações e análises de políticas na área ambiental. Câmara classificou a iniciativa coletiva de criar o relatório como um passo importante para se negociar uma agenda positiva de meio ambiente.

Referindo-se à avaliação da área urbana, o biólogo ressaltou: "o GEO Cidades tem como objetivo contribuir para o acompanhamento das políticas de meio ambiente, promover os conceitos e as práticas do desenvolvimento sustentável e identificar ações bem sucedidas do governo e da sociedade”.

Para a elaboração do GEO 4, o Pnuma vai desenvolver um processo amplo de consulta e participação, envolvendo instituições públicas, privadas e colaboradores individuais de todos os países da América Latina e Caribe.

Maiores informações sobre o Global Environment Outlook e suas versões, poderão ser obtidas na Coordenadoria do GEO Brasil, na Diretoria de Licenciamento e Qualidade Ambiental do Ibama, pelos telefones: (61) 316-1522/1287/1282.

Fonte: Ibama

  
  

Publicado por em