Luiz Paulo Conde anuncia para julho mapeamento de áreas de risco em Angra e Paraty, litoral do RJ

O secretário Estadual de Meio Ambiente Desenvolvimento Urbano (Semadur), Luiz Paulo Conde, iniciou no dia 06/02, pelas regiões de Angra dos Reis e Paraty, o diagnóstico das encostas e áreas de risco dessas localidades. Em parceria com as Prefeitu

  
  

O secretário Estadual de Meio Ambiente Desenvolvimento Urbano (Semadur), Luiz Paulo Conde, iniciou no dia 06/02, pelas regiões de Angra dos Reis e Paraty, o diagnóstico das encostas e áreas de risco dessas localidades.

Em parceria com as Prefeituras de Angra dos Reis e Paraty além de alguns órgãos do Governo Federal, Conde pretende concluir este trabalho em julho deste ano. Conde pretende estabelecer uma ação integrada entre órgãos das esferas municipal, estadual e federal para resolver os problemas ambientais da região.

Ele citou como exemplo as reuniões que já teve com o ministro da Cultura, Gilberto Gil, e com o presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Jerson Kelman, com os quais já conseguiu recursos para iniciar a despoluição das lagoas de Piratininga e Itaipu.

"Quero atender os anseios da população, mas mantendo a preservação", ressaltou ele, em seu discurso para cerca de 50 representantes de comunidades que compareceram à audiência pública.

Após observar, várias ações de desmatamento e plantio inadequado, afirmou que pretende criar uma cartilha orientando a população sobre como preservar a Mata Atlântica.

"A cartilha vai orientar sobre o que plantar e o que não plantar, de modo a não descaracterizar a vegetação. Também apontará como e onde encontrar mudas adequadas`", explicou.

Como conquista de sua gestão à frente da Secretaria de Meio Ambiente, Conde citou ainda a obtenção de recursos da ordem de R$ 30 milhões junto a um banco alemão, destinados ao desenvolvimento de projetos de preservação da Mata Atlântica.

Fonte: SEMAD/RJ

Parati

  
  

Publicado por em