Metade dos táxis de frota utiliza álcool e 10% gás natural em São Paulo

Levantamento feito pela Associação das Empresas de Táxi de Frota do Município de São Paulo (Adetax) indica que, dos 4 mil táxis de frota da Capital, mais de 50% são a álcool, 40% utilizam gasolina e 10% são movidos a gás natural (GNV). A pesquisa abra

  
  

Levantamento feito pela Associação das Empresas de Táxi de Frota do Município de São Paulo (Adetax) indica que, dos 4 mil táxis de frota da Capital, mais de 50% são a álcool, 40% utilizam gasolina e 10% são movidos a gás natural (GNV).

A pesquisa abrangeu 90% dos veículos das empresas associadas, que nos últimos cinco anos vêm investindo na conversão de suas frotas.

O percentual de motores a álcool nas frotas de táxis paulistanas é bem superior à média nacional. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), apenas 20% dos carros em circulação no País utilizam o álcool como combustível.

Segundo a presidente da Adetax, Marlene Brogliato dos Santos, os carros a álcool estão ganhando cada vez mais espaço nas empresas de táxi de frota de São Paulo.

`Há cinco anos, quase 100% dos veículos das frotas eram a gasolina, mas para reduzir custos e causar menos impacto ao meio ambiente as empresas, na troca dos carros, optaram pelos movidos a álcool`.

Frota verde:

Como a gasolina é o combustível que mais emite gases nocivos na atmosfera, a predominância de carros a álcool nas empresas de táxis de frota paulistanas influencia positivamente a qualidade do ar na cidade de São Paulo.

De acordo com dados da Adetax, os 4 mil táxis de frota da capital rodam cerca de 20 milhões de quilômetros por mês - média de 5 mil quilômetros por veículo. Como mais de 50% destes carros são a álcool, a emissão de monóxido de carbono e chumbo tetraetila, um dos agentes mais prejudiciais à saúde, é reduzida drasticamente. No inverno, essa diminuição é ainda mais valiosa, já que os índices de poluição são maiores.

Outro fator que contribui para a qualidade do ar é a regulagem periódica dos motores dos táxis realizada pelas empresas, que normalmente0 possuem oficinas próprias. A manutenção dos veículos é um dos benefícios oferecidos aos taxistas que alugam os carros das frotas.

Os profissionais também têm direito a diárias livres nos domingos e feriados nacionais e utilizam carros com
apenas dois anos de uso em média.

Fonte: Ass. Imprensa Ricardo Viveiros

  
  

Publicado por em

João

João

26/04/2009 23:22:31
muito bacana, eu estou entrando em um sistema de frota essa semana e foi bom saber que trabalharei numa empresa cujos principios incluem a proteção ao meio ambiente.

Luana

Luana

28/11/2008 17:10:23
interessante