MMA anunciou R$ 10 milhões para Agenda 21

O Ministério do Meio Ambiente anunciou, na quarta-feira (16/7), no Rio Grande do Sul, novo edital do Fundo Nacional do Meio Ambiente(FNMA).Serão R$ 10 milhões, obtidos por meio de parcerias institucionais, para o desenvolvimento de agendas 21locais, em to

  
  

O Ministério do Meio Ambiente anunciou, na quarta-feira (16/7), no Rio Grande do Sul, novo edital do Fundo Nacional do Meio Ambiente(FNMA).Serão R$ 10 milhões, obtidos por meio de parcerias institucionais, para o desenvolvimento de agendas 21locais, em todo o país.

O lançamento foi às 10h30min, durante o 13º Encontro Nacional da Anamma (Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente), em Caxias do Sul, na região da Serra gaúcha.

O secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, Claudio Langone, representou a ministra Marina Silva no evento. Ele foi acompanhado pelas diretoras do Fundo Nacional do Meio Ambiente, Raimunda Monteiro, e do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente), Muriel Saragoussi, e pelo coordenador de Agenda 21 do Ministério do Meio Ambiente, Pedro Ivo Batista.

A abertura do encontro da Anamma foi no dia 15/7, às 19h, quando Langone participou de palestra sobre os compromissos do Ministério do Meio Ambiente com o Desenvolvimento Sustentável das Cidades. Às 20h, ocorreu o lançamento da 1ª Conferência Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente, também na Universidade de Caxias do Sul. No dia 16/7, às 9h, ele fez nova palestra, desta vez sobre A 1ª Conferência Nacional do Meio Ambiente, as Políticas Públicas e o Controle Social. Às 10h30min, foi lançado o Edital do FNMA.

Durante o encontro, que seguiu até o dia 18, na Universidade de Caxias do Sul, a Anamma deve preparou uma lista de prioridades a serem defendidas na 1ª Conferência Nacional das Cidades, em outubro, e na 1ª Conferência Nacional do Meio Ambiente, em novembro.

A Associação integra a Comissão Tripartite sobre Gestão Ambiental Compartilhada, formada por representantes do governo federal e dos governos estadual e municipal. A comissão foi criada pelo MMA, em 2001, para debater a descentralização da gestão ambiental, a implementação de resoluções do Conama e as competências de cada esfera de governo na administração das questões ambientais. São membros da Comissão o Ministério do Meio Ambiente, a Abema (Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente) e a Anamma.

No mês de julho, em Belém, o Ministério do Meio Ambiente anunciou R$ 1,2 milhão para 10 projetos no Estado do Pará.

Fonte: Assessoria de Comunicação do MMA

  
  

Publicado por em