Montadoras divulgam modelos que irão apresentar no Michelin Challenge

Toyota, DaimlerChrysler, Volvo, Honda e Ford. Cinco das principais montadoras do mundo divulgaram as primeiras informações sobre os veículos ecológicos que serão apresentados no Michelin Challenge 2003. O evento promovido pela Michelin para incentivar

  
  

Toyota, DaimlerChrysler, Volvo, Honda e Ford. Cinco das principais montadoras do mundo divulgaram as primeiras informações sobre os veículos ecológicos que serão apresentados no Michelin Challenge 2003.

O evento promovido pela Michelin para incentivar a pesquisa e o desenvolvimento de tecnologias “limpas” em todo o segmento automotivo acontece de 23 a 25 de setembro, nas cidades de Sonoma e São Francisco, Costa Oeste dos Estados Unidos.

Ford:

A Ford marcará presença maciça no Michelin Challenge. A companhia tem uma grande tradição no desenvolvimento de tecnologias limpas e levará algumas de suas pesquisas ao evento.

“Os modelos apresentados pela Ford demonstrarão passo-a-passo que é possível nos movermos da `economia da gasolina`para a ‘economia do hidrogênio’”, afirma Mike Schwarz, diretor de Mobilidade Sustentável da montadora.

O principal modelo escolhido pela Ford para base das apresentações no Michelin Challenge é o Focus. Serão duas unidades do carro, sendo uma denominada H2ICE, equipada com um propulsor de combustão interna movido a hidrogênio, e outra chamada FCV, alimentada por duas células de combustível, que geram hidrogênio e eletricidade.

O Focus H2IC reduz a emissão de CO2 em 99%, se comparado com o mesmo modelo gasolina, e proporciona uma economia de combustível de 25%. Já o propulsor do FCV gera apenas vapor d’água.

A Ford também levará ao evento uma versão wagon do Focus, que tem um motor de combustão interna movido a hidrogênio acoplado a um sistema automático de transmissão modular híbrido (MHTS). Quando trabalham em conjunto, esses mecanismos interrompem a combustão do motor ao detectar que o veículo não está em movimento, o que proporciona economia de combustível.

No segmento de veículos comerciais, a Ford terá um furgão F-350 com propulsor de combustão interna movido a gás natural comprimido (CNG).

Toyota :

A Toyota também está bastante adiantada no desenvolvimento de veículos com tecnologia ambiental. A montadora japonesa levará ao evento a nova versão do sedã Prius, que é um carro híbrido alimentado por gasolina e eletricidade já comercializado nos Estados Unidos, Europa e Japão. O modelo 2004, que é mais econômico e tem melhor desempenho em comparação ao modelo 2003, estará à disposição de norte-americanos, japoneses e europeus em outubro.

Além do Prius, a Toyota mostrará a linha 2004 do Lexus RX 330 a gasolina, que promete emitir 71% menos poluentes em comparação à geração 2003 do mesmo veículo.

Honda :

São sete as novidades ecológicas da Honda para o Michelin Challenge. A montadora japonesa mostrará tecnologias de veículos híbridos, motores com baixíssimos índices de emissões e combustíveis alternativos. Destaque para o Honda FCX, primeiro modelo da marca alimentado com célula de combustível que foi homologado nos Estados Unidos e que poderá ser comercializado regularmente naquele país.

Outros modelos da Honda que merecem atenção são o Acura MDX e o Insight. Com capacidade para sete passageiros e um propulsor a gasolina que gera 260 cv de potência, o Acura foi o primeiro utilitário esportivo a obter o certificado SULEV (Super Ultra Low Emission Vehicle), na Califórnia. Este título contempla os veículos que atingem índices de emissões extremamente baixos.

Já o híbrido Insight utiliza gasolina e eletricidade e foi o primeiro automóvel com essa tecnologia que circulou por estradas norte-americanas. O Insight propicia uma grande economia de combustível, pois sua autonomia é muito maior em comparação com os carros alimentados exclusivamente a gasolina – o veículo roda 112 quilômetros a mais com um tanque.

DaimlerChrysler :

A DaimlerChrysler, companhia que reúne as marcas Mercedes-Benz, Chrysler, Jeep®, Dodge e Freightliner, terá 12 veículos no Michelin Challenge e apresentará novas tecnologias ambientalmente corretas para motores diesel. Além disso, a montadora também mostrará os avanços obtidos com os modelos movidos a célula de combustível.

Entre os modelos que a DaimlerChrysler levará ao Michelin Challenge estão dois PT Cruiser com propulsores diesel de 2.2 litros e um Mercedes-Benz Classe A movido a hidrogênio gerado por célula de combustível - que emite apenas vapor d’água.

Na categoria “veículos comerciais”, a montadora concorrerá com o ônibus Mercedes-Benz Citaro, que também é alimentado por célula de combustível. Já existem 30 unidades do Citaro circulando experimentalmente por 10 cidades da Europa.

A DaimlerChrysler apresentará ainda duas unidades da minivan Chrysler Voyage, com motores diesel de 2.5 e 2.8 litros, e um Mercedes-Benz Smart com um propulsor de apenas 0.8 litro, também alimentado com diesel.

Volvo :

A Volvo Cars irá ao Michelin Challenge com quatro protótipos, que foram desenvolvidos nos laboratórios da montadora sueca. A marca apresentará dois veículos bicombustíveis - S80 e V70 Wagon –, alimentados com biogás e gás natural comprimido (CNG), e outros dois modelos – S60 Sport Sedan e mais um V70 Wagon -, classificados como PZEV (Partial Zero Emission Veihcle), status dado aos veículos que geram emissões de poluentes próximas a zero.

Os carros bicombustíveis da Volvo são um componente-chave para a estratégia do governo sueco de promover o uso do biogás, já que esse combustível não emite dióxido de carbono (CO2).

Sobre o Michelin Challenge :

Considerado um dos principais eventos globais para o avanço da indústria automotiva, o Michelin Challenge foi criado pelo Grupo Michelin, em 1998, com o objetivo de testar as melhores tecnologias disponíveis para o desenvolvimento da Mobilidade Sustentável. O evento anual reúne veículos das maiores montadoras de três continentes (Europa, América e Ásia).

Além disso, promove o encontro de diversos segmentos da indústria automotiva como designers, fornecedores de energia, líderes técnicos, universidades, parceiros industriais, organizações governamentais e não-governamentais. O Michelin Challenge é aberto a todas as fontes de energia. Participam carros elétricos, híbridos, movidos a célula de energia e até mesmo ônibus alimentados por hidrogênio.

A primeira edição do Michelin Challenge foi realizada em comemoração aos 100 anos do “Bib”, o boneco formado por pneus que simboliza a Michelin.

A Michelin fabrica e vende pneus para todo tipo de veículo, incluindo aviões, automóveis, caminhões e ônibus, bicicletas, tratores, caminhões de terraplanagem, equipamentos que utilizam rodas e os ônibus espaciais da NASA. A Michelin também desenvolve sistemas de ligação ao solo e publica guias de viagem, mapas e atlas de várias regiões do mundo.

Sediada no Rio de Janeiro, a Michelin América do Sul emprega 6.000 funcionários, possui 2 plantações de seringueiras no Brasil e opera 5 fábricas que produzem pneus de automóveis, pneus de carga, cabos e aros de aço.

Fonte: Printer Press

  
  

Publicado por em

Manoel A Luz

Manoel A Luz

02/01/2009 18:16:10
Excelente matéria.