Água fortificada com ferro e vitamina C combate a anemia

Estudo desenvolvido pelos médicos José Eduardo Dutra-de-Oliveira e Carlos Alberto Nogueira de Almeida em nove creches, sendo oito municipais e uma privada da cidade de Monte Alto, interior paulista, envolvendo 600 crianças entre 1 e 6 anos, com objetivo d

  
  

Estudo desenvolvido pelos médicos José Eduardo Dutra-de-Oliveira e Carlos Alberto Nogueira de Almeida em nove creches, sendo oito municipais e uma privada da cidade de Monte Alto, interior paulista, envolvendo 600 crianças entre 1 e 6 anos, com objetivo de fornecer a água com ferro, para suprir a carência nutricional derivada da alimentação pobre em ferro, foi apresentado hoje no VIII Congresso Brasileiro de Nutrologia, em Goiânia.

O estudo de dois anos dos médicos, coordenadores do Projeto Brasil Sem Anemia, mostra a possibilidade da redução da anemia por meio da fortificação da água com vitamina C e Ferro, com custo anual de apenas R$ 0,02 por criança. A anemia por deficiência de ferro é hoje o distúrbio nutricional mais freqüente em todo o mundo.

Em países em desenvolvimento, incluindo o Brasil, estima-se que a deficiência de ferro afete mais de 3,5 bilhões de pessoas.As crianças observadas foram divididas em dois grupos: o primeiro recebeu água acrescida de ferro. O outro, água acrescida de ferro e vitamina C. Nos dois grupos a concentração de hemoglobina aumentou, com redução na prevalência de anemia em 40%.

Com isso, ficou demonstrado que em creches em que alimentação é carente em ferro haveria necessidade de usar água fortificada com ferro, mais vitamina C, pois a vitamina C ajuda a aumentar em até 50% a capacidade de absorção do ferro, principalmente de origem vegetal (pouco absorvido pelo organismo). Nas demais, apenas a vitamina C seria suficiente.

Segundo Nogueira de Almeida, diretor do Departamento de Nutrologia Pediátrica da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), trata-se de um projeto barato, simples e muito fácil de ser implantado em todo o país.

`Precisamos apenas de bebedouros e um pequeno investimento no preparado da mistura ferro e vitamina C.O objetivo da Abran é levar o projeto para todo o país, reduzindo significativamente os índices de anemia infantil.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em

Edna Pagliarini

Edna Pagliarini

06/01/2009 20:49:45
O estudo desenvolvido é super importante. Como posso entrar em contato com os Doutores Eduardo e Carlos?
Grata,