ANA concede outorga para construção da hidrelétrica de Jirau

O Consórcio Energia Sustentável Brasil (Enersus), liderado pela empresa franco-belga Suez, vencedor da licitação, tem prazo de 120 dias para apresentar o projeto básico da eclusa

  
  

A Agência Nacional de Águas (ANA) concedeu outorga para a construção da hidrelétrica de Jirau, no rio Madeira. O Consórcio Energia Sustentável Brasil (Enersus), liderado pela empresa franco-belga Suez, vencedor da licitação, tem prazo de 120 dias para apresentar o projeto básico da eclusa, que deverá ser construída oportunamente, e o programa de monitoramento da hidrelétrica (para vazão, níveis de água, qualidade da água e sedimentos).

O consórcio também terá prazo de 12 meses para apresentar o detalhamento do efeito do assoreamento (acúmulo de areia e argila no fundo do reservatório) e do remanso (elevação do nível da água dentro do reservatório) sobre os usos da água. Os prazos valem a partir do dia 27/04, data da concessão da outorga pela diretoria colegiada da ANA.

De acordo com a diretoria colegiada da ANA, as condições impostas vão garantir o uso múltiplo do rio Madeira. A ANA analisou a alteração de local de instalação da hidrelétrica, nove quilômetros distante da proposta original, e concluiu que a mudança não provoca impacto sobre os usos múltiplos do rio, seja na produção de megawatts, na navegação, irrigação ou abastecimento.

Fonte: ANA

  
  

Publicado por em