Artistas propõem criar o Museu da Água em Porto Alegre

Deverá ser construído às margens do lago Guaíba, e suas atividades se desenvolverão em torno de três eixos: histórico, educativo e artístico

  
  

A Associação Riograndense de Artes Plásticas Francisco Lisboa ocupou a Tribuna Popular da Câmara Municipal de Porto Alegre na quinta-feira (5/7), quando a artista plástica Zoravia Bettiol explicou a proposta de criação do Museu das Águas de Porto Alegre (Musa).

"Trata-se de um projeto maravilhoso pelo qual estão engajadas 14 entidades", afirmou Zoravia. Conforme ela, o projeto integra o plano de governo de Tarso Genro e já tem a promessa do prefeito José Fortunati de que o município cederá uma área junto à orla do Guaíba para abrigar o prédio do museu.

A iniciativa de fundar o museu surgiu há oito anos, durante o II Fórum Internacional das Águas, promovido pela Associação Riograndense de Imprensa (ARI), e foi retomada em 2009 com a criação de um grupo de trabalho sob a coordenação de Zoravia, a partir de proposta do engenheiro Luiz Antonio Grassi.

Eixos:

Na apresentação que fez aos vereadores sobre o projeto, Zoravia explicou que o Musa deve ser construído às margens do lago Guaíba, e suas atividades se desenvolverão em torno de três eixos: histórico (como museu de memória das atividades que giram em torno da água), educativo (como instrumento de conscientização sobre a gestão dos recursos hídricos) e artístico (como espaço de criação e exposição de manifestações artísticas tendo a água como tema, material ou suporte).

No dia 22 de março deste ano, data em que se comemorou O Dia Mundial da Água, foi assinado o Protocolo de Cooperação para o Desenvolvimento de Ações Conjuntas Visando à Implementação do Musa.

Integram a Comissão Pró-Museu das Águas as seguintes instituições: Prefeitura Municipal de Porto Alegre, Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Governo do Estado, Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano (Metroplan), secretarias estaduais da Cultura, do Meio Ambiente, de Obras, de Irrigação e Desenvolvimento Urbano e de Habitação e Saneamento, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes-RS), Associação Rio-Grandense de Imprensa (ARI), Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), Associação Rio-Grandense de Artes Plásticas Francisco Lisboa, Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e Lions Club (Distrito LD-3).

Visite: www.revistaecotour.com.br
Fonte: Carlos Scomazzon

  
  

Publicado por em