Balneário Camboriú sedia Seminário de Hidrometração Individualizada de Água

Carol Braz Nos próximos dias 29 e 30 de março, Balneário Camboriú, em Santa Catarina, será palco de uma edição do Seminário sobre Hidrometração Individualizada de Água. Promo

  
  

Carol Braz

Nos próximos dias 29 e 30 de março, Balneário Camboriú, em Santa Catarina, será palco de uma edição do Seminário sobre Hidrometração Individualizada de Água. Promovido pela Agência Nacional de Águas – ANA com o apoio institucional da Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú – EMASA, o evento será marcado por palestras de especialistas no assunto e de técnicos de companhias de saneamento.

O seminário tem o objetivo de mobilizar e capacitar a iniciativa privada e governamental sobre a importância do tema. Serão recebidos cerca de 200 participantes, gratuitamente, entre engenheiros, projetistas, mestres-de-obra, síndicos, corretores de imóvel, gestores públicos e técnicos das companhias de saneamento.

Para a escolha da cidade, a ANA levou em conta a grande concentração de condomínios verticais existentes em Camboriú, aliada ao enorme potencial turístico da região. “Queremos com esse evento, iniciar um debate com toda a sociedade sobre como podemos racionalizar água nos prédios”, destaca Eduardo Felipe de Oliveira, especialista em Recursos Hídricos da ANA.

Para se inscrever, basta entrar em contato com a equipe da EMASA, em horário comercial, pelo telefone (47) 3261-0000, ou ainda, enviar a ficha de inscrição para o e-mail emasa@emasa.com.br.

Saiba mais

A ANA vem trabalhando com a difusão da medição individualizada de água em condomínios desde 2004. Seminários como este já foram realizados em Fortaleza, Aracaju, Recife, Belém, Natal, Belo Horizonte, Cuiabá, Goiânia, Brasília, Campinas, Piracicaba e Jundiaí. Mais de 1200 pessoas foram capacitadas, pela ANA, a operar o processo de hidrometração individual.

A principal vantagem do sistema é garantir que cada morador saiba o volume exato de seu consumo de água, além de pagar apenas pelo que consumir. Essa concepção tem mostrado uma economia de 17% a 25% nas contas dos condomínios. A iniciativa reduz o desperdício e estimula o uso racional da água.

Este tipo de medição também representa uma considerável redução da inadimplência. Em Goiânia, por exemplo, onde a individualização já é comum, o índice de inadimplentes é de apenas 2%.


Fonte: Assessoria de Comunicação – ANA

Balneário Camboriú

  
  

Publicado por em