Beleza é sinônimo de economia de água

Novo conceito de Lago Ornamental melhora o bem-estar, a umidade do ambiente, e reduz o desperdício de água

  
  
Lago exposto no Casa Cor Brasília 2009/ Cris Cavalli

A preservação da água potável é uma das pautas mais debatidas na atualidade. Isso não combina nada com ter um lago ornamental decorativo em casa, devido ao desperdício de água. Porém agora existe uma nova tecnologia que evita o desperdício e harmoniza o ambiente.

O novo conceito de lago ornamental traz um sistema diferente do convencional. De acordo com Ido Pellicano (proprietário do Viveiro AROEIRA e responsável pela ECOSYS - novo sistema de manutenção dos lagos em Brasília), este sistema possui um filtro que faz a limpeza constante do lago, isto é, a troca de água torna-se inexistente.

"Estamos falando de milhares de litros água mensais. É isso que acontece com os lagos convencionais. A troca de água é constante. Se não houver uma higienização mensal, acumulam-se resíduos microorgânicos que causam mau cherio à água, levando a conseqüências graves, como odor no ambiente ao redor do lago e a morte de alguns ou todos os peixes", afirma Ido.

O tema da Casa Cor Brasília, deste ano, é Burle Marx (paisagista que sempre trabalhou com lagos ornamentais em seus projetos em Brasília, como o Palácio da Justiça, Itamarat, Parque da Cidade, a Praça dos Cristais - no Setor Militar Urbano, entre outros) e o lago com o sistema ECOSYS não poderia ficar de fora. Este sistema torna a durabilidade da água infinita, deixando-a sempre limpa e transparente.

Implantar lagos ornamentais com o conceito ECOSYS já se tornou uma tendência urbana. Além de ser prático, ele traz a riqueza da natureza para dentro do cotidiano, através de pequenos oásis, que servem como um mantra para o olhar, e são um convite à contemplação, tranqüilidade e meditação.

Lago exposto no Casa Cor Brasília 2009:

Muitas residências, principalmente em São Paulo - primeira cidade onde o sistema Ecosys foi implantado - tem lagos dentro do apartamento. Os lagos melhoram a decoração ambiente e deixam o clima mais agradável.

De acordo com Pellicano, "além de encantrar, o lago ornamental ECOSYS é responsável pelo equilíbrio da umidade no ambiente implantado. Isto é fundamental para uma cidade extremamente seca como Brasília".

Se Burle Marx tivesse implantado este sistema em seus projetos, o governo não teria custos tão altos de manutenção em seus lagos. Tal orçamento faz com que alguns lagos fiquem abandonados, deixando o conceito paisagista dos monumentos da Capital de lado.

Este novo lago, por não ter troca de água, é totalmente ecológico.

Escolas também adotaram o novo sistema. De acordo com o Colégio do Sol , localizado no CA 06 LT A - Lago Norte, e a Escola Maria Montessori, que fica na SGAS 913 CONJ A, o lago, além de agregar beleza ao ambiente, ajuda e atrai os alunos nas aulas de Biologia.

As carpas, peixes criados em lagos ornamentais, são tradicionais no Japão e são tratadas como animais de estimação. Existe uma tradição japonesa que, quando uma criança nasce, ela é presenteada com uma carpa, pois ela representa vitalidade e pode durar de 70 a 100 anos, isto é, acompanham seu dono por toda a vida. Além disso, é um animal que não dá trabalho, desestressa e é encantador.

Os efeitos dos lagos da Ecosys, no entanto, não apenas aguçam os sentidos, eles valorizam ambientes. Mesmo as áreas consideradas menos nobres na residência, no prédio ou na escola, transformam-se em lugares agradáveis e, conseqüentemente, atraem freqüentadores. Qualquer projeto ganha diferenciação e personalidade com a presença de um lago.

Fonte: Cris Cavalli

Visite: www.revistaecotour.com.br

  
  

Publicado por em