Brasil desperdiça 40% da água destinada ao consumo humano

O Brasil é um dos países onde estão as maiores reservas de água potável do mundo. Mas, ao mesmo tempo, o país consta também da lista daqueles onde se registram os mais altos índices de desperdício. De acordo com o relatório da última reunião do Parlam

  
  

O Brasil é um dos países onde estão as maiores reservas de água potável do mundo. Mas, ao mesmo tempo, o país consta também da lista daqueles onde se registram os mais altos índices de desperdício.

De acordo com o relatório da última reunião do Parlamento Latino Americano, realizada em 2003 no México, o Brasil desvia 40% da água potável destinada para o consumo humano. A média considerada ideal pela ONU - Organização das Nações Unidas é de 20%.

Na América Latina apenas Argentina e Chile apresentam índices menores. Em entrevista ao Programa NBr da TV Nacional, o deputado Lupércio Ramos (PPS-AM), membro da Frente Parlamentar das Águas, cobrou do governo o envio de um projeto de lei que discipline o uso da água, sua destinação e estabeleça normas e regras para fiscalização.

`Estou cobrando do governo para que o assunto seja votado com mais rapidez. Se eu apresentar um Projeto, ele levará anos para ser aprovado, e o assunto é urgente`, argumentou.

Para Ramos, a legislação sobre os recursos hídricos precisa ser modernizada e considerar que a água, hoje, não é vista da mesma forma que há 30 anos. No seu entender, a principal fonte de desperdício está nos sistemas de distribuição. Outro problema é a falta de saneamento básico.

`O governo tem que fazer urgentemente a extensão da rede de saneamento no país. É fundamental tratar a água`, destacou. Ramos cita também a realização de obras de infra-estrutura.

Para ele, um projeto de lei deve contemplar a realização de estudos de impacto ambiental considerando a qualidade não só das florestas e do ar, como também da água. O parlamentar denunciou a poluição do Rio Amazonas. Ele disse que o rio é hoje uma espécie de grande lixeira. No seu entender, por falta de consciência e de condições técnicas o lixo é despejado no rio.

`Os barcos que navegam na região não estão devidamente equipados no que diz respeito ao saneamento e as pessoas lançam garrafas plásticas e todo tipo de material na água. Está na hora do Brasil acordar para isso`, afirmou.

Ramos acredita que se o país adotar medidas concretas poderá até exportar água a exemplo do que é feito por outras nações, que, como o Brasil, têm reservas hídricas.

O Canadá tem um contrato com a China para fornecer água por 25 anos. O deputado mostrou dados que indicam que a exportação mundial de água engarrafada movimenta cerca de US$ 30 bilhões.

Em alguns países o preço da água é superior ao do petróleo, e em outros, como o Japão, o consumo da água nos hotéis é cobrado a parte na diária.

Do total de água no mundo, um quinto está na Bacia Amazônica. Apesar da abundância, há comunidades que não recebem água tratada nem contam com serviço de esgoto. Em outras regiões há escassez de água potável.

De acordo com a ONU, a falta de água atinge cerca de 2 bilhões de pessoas. A entidade adverte que se não forem adotadas medidas para conter o consumo, dentro de 25 anos cerca de 4 bilhões de pessoas não terão água suficiente nem mesmo para as necessidades básicas.

No Brasil, diversos estudos mostram que 70% da água potável vão para a agricultura, 20% para a indústria e comércio, e 8% são utilizadas para o consumo humano.

Fonte: Agência Brasil


  
  

Publicado por em

Maria eloisa

Maria eloisa

24/05/2012 09:39:12
Como o Brasil pode gastar tanta água assim. Eu não imaginava!

Galuber roots

Galuber roots

07/10/2011 11:53:43
Muito bom! Ótimo artigo...

Juliana

Juliana

31/08/2011 14:29:14
Adorei!

Vitória

Vitória

17/08/2009 17:14:31
Acheii legaal o sitee...acheeeii o quee estavaa procuurandoo paaraa a escolaaH