Chuva é apontada como fonte de água potável em Fórum Mundial

Encontrar a solução para a escassez de água que, no mundo, atinge mais de 1 bilhão de pessoas é a tônica do 3º Fórum Mundial da Água, em Tóquio, Japão. Cerca de 10 mil delegados de 150 países se reunem durante a semana para discutir a questão do aces

  
  

Encontrar a solução para a escassez de água que, no mundo, atinge mais de 1 bilhão de pessoas é a tônica do 3º Fórum Mundial da Água, em Tóquio, Japão.

Cerca de 10 mil delegados de 150 países se reunem durante a semana para discutir a questão do acesso à agua limpa e de boa qualidade.

Na solenidade oficial de abertura, no dia 16/3, duas personalidades receberam o Prêmio Mundial de Água, porque trabalharam na busca pelo melhor aproveitamento de água, o brasileiro Jerson Kelman, presidente da Agência Nacional de Água (Ana) e o ministro dos Recursos Hídricos e Irrigação do Egito, Mahmud Abu -Zayd.Especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU) apontaram a experiência da China como exemplo de aproveitamento de água.

O país construiu tanques para armazenar água da chuva, usada para irrigação de plantações e também como água potável, beneficiando 15 milhões de pessoas. A técnica é antiga, mas foi abandonada nos últimos anos em favor de redes de abastecimento cuja principal fonte é a água captada de rios e açudes.

Os sistemas de drenagem da maioria das metrópoles, por exemplo, apenas removem a água da chuva, desperdiçando água que poderia ser usada no futuro. O Japão também usa a técnica do armazenamento de água da chuva.

Canais levam a água que cai sobre o telhado para tanques no subsolo do principal estádio de luta de sumô da capital japonesa. A água serve para abastecer os aparelhos de ar-condicionado do estádio.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em